10 Jul, 2017

APIFARMA debate acesso dos portugueses às tecnologias inovadoras de saúde

A Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica inicia, amanhã, o Ciclo de Conferências 2017, sob o mote "Investir, Inovar, Avançar" no Centro Cultural de Belém

A iniciativa, que decorre no Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém, pretende debater e definir prioridades políticas de modo a garantir o acesso dos portugueses à inovação em Saúde.

O acesso à inovação terapêutica é uma das prioridades da APIFARMA. Mais de um terço dos medicamentos inovadores (36%) que solicitaram financiamento público continuam a aguardar decisão, totalizando 58 medicamentos. Destes, 38% não tem alternativa terapêutica disponível.

A oncologia é a área terapêutica mais afectada, com 22 medicamentos inovadores em espera, seguida dos antidiabéticos. O tempo médio de espera é de 19,7 meses e 71% dos medicamentos aguardam decisão há mais de 12 meses (APIFARMA, Junho 2017).

Os trabalhos da primeira conferência, “Por uma avaliação centrada no Doente”, iniciam-se com duas apresentações sobre a avaliação de tecnologias de saúde, enquadradoras das realidades europeia e portuguesa.

Segue-se o debate moderado por António Vaz Carneiro, Professor na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Director do Centro de Estudos de Medicina Baseados na Evidência.

Nestas mesas-redondas serão abordados temas como a cooperação europeia para melhorar o acesso dos portugueses à inovação, medidas para garantir o acesso equitativo e atempado dos doentes portugueses à inovação e a reavaliação como garantia da efectividade relativa dos medicamentos.

O encerramento da primeira conferência será realizado pelo Ministro da Saúde, Adalberto Campos Fernandes.

Depois desta iniciativa, seguem-se as conferências de 14 de Setembro, “Por um acesso efectivo”, de 25 de Outubro, “Por um Financiamento Justo” e de 23 de Novembro, “Por mais e melhores resultados em Saúde”.

 

Programa:

14:30 | Sessão de Abertura
– Miguel Guimarães, Chairman das Conferências e Bastonário da Ordem dos Médicos

14:40 | Apresentação de Agenda e Objectivos
– António Vaz Carneiro, Professor na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e Director do Centro de Estudos de Medicina Baseados na Evidência

14:50 | Por uma Avaliação Centrada no Doente: Avaliação Crítica dos Mecanismos de Entrada – O papel da rede europeia para avaliação de tecnologias de Saúde, Uma perspectiva Europeia
– Edith Frénoy, Directora de Acesso ao Mercado/ Avaliação de Tecnologias de Saúde da EFPIA

15:10 | O Sistema Nacional de Avaliação de Tecnologias de Saúde (SiNATS), Uma perspectiva da Sociedade
– Ana Paula Martins, Bastonária da Ordem dos Farmacêuticos

DEBATE

15:30 | Tema 1: O papel da cooperação europeia para melhorar o acesso dos doentes portugueses à inovação

16:15 | Coffee-Break

16:30 | Tema 2: Medidas para garantir o acesso equitativo e atempado dos portugueses à inovação

17:15 | Tema 3: A reavaliação como garantia da efectividade relativa dos medicamentos à disposição dos doentes

18:00 | Conclusões
– João Almeida Lopes, Presidente da APIFARMA

18:10 | Encerramento
– Adalberto Campos Fernandes, Ministro da Saúde

 

Comunicado de Imprensa

 

ler mais

RECENTES

ler mais