19 Abr, 2021

Antigo hospital de Vila Franca de Xira será uma Unidade de Cuidados Continuados

Trabalhos arrancam esta segunda-feira. Obra terá um prazo de execução de 18 meses e vai reativar estrutura que fechou portas em 2013.

O espaço do antigo hospital de Vila Franca de Xira vai ser convertido até 2023 numa Unidade de Cuidados Continuados Integrados, com 122 camas, num investimento estimado em cerca de 5,5 milhões de euros, foi hoje anunciado.

O início dos trabalhos de demolição e requalificação do edifício que albergou até 2013 o Hospital Reynaldo dos Santos está previsto para segunda-feira e terá um prazo de execução de 18 meses, segundo explicou à agência Lusa o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Vila Franca de Xira (SCMVFX), proprietária do espaço.

“Quando iniciámos este processo, e até aos dias de hoje, nem todos acreditaram na nossa capacidade de execução, mas, felizmente, neste momento, estamos a dar o primeiro passo formal, com a assinatura de diversos contratos”, apontou Armando de Carvalho.

Hoje, foram assinados contratos para a demolição do edifício onde funcionavam as consultas externas e as urgências do antigo Hospital e para a requalificação do edifício principal.

O provedor da SCMVFX explicou que, na zona que vai ser demolida, será construída uma clínica ambulatória, que ficará sobre gestão do grupo Luz Saúde, enquanto o edifício principal será transformado numa Unidade de Cuidados Continuados Integrados (UCCI).

Armando de Carvalho estimou que a futura UCCI possa abrir portas a partir de 2023, disponibilizando 122 camas, num investimento de 5,5 milhões de euros, sendo que 2,6 milhões de euros serão financiado no âmbito do Programa Operacional Regional de Lisboa 2020

“Trata-se de um equipamento muito importante para o concelho de Vila Franca de Xira e para a região de Lisboa, pois a oferta é muito reduzida”, salientou.

No mesmo sentido, o presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita (PS), manifestou à Lusa a importância da futura infraestrutura.

“É um dia muito feliz para Vila Franca de Xira porque terá um equipamento de uma importância capital e poderá requalificar uma zona que ficou abandonada e degradada com o encerramento do antigo Hospital”, sublinhou o autarca.

Além de uma clínica ambulatória e de uma UCCI, o projeto de requalificação do espaço do antigo Hospital de Vila Franca de Xira prevê também a construção de uma Estrutura Residencial para Pessoas Idosas (ERPI), com 52 camas.

Esta ERPI, que se encontra na fase do projeto de especialidades e que representa um investimento de 2,8 milhões de euros, vai permitir albergar os utentes do atual lar da Misericórdia de Vila Franca de Xira, que funciona num “espaço sem condições”.

LUSA

Notícias Relacionadas

ler mais

RECENTES

ler mais