3 Mai, 2021

Aluna da UC vence prémio com ensaio sobre o transtorno mental em Portugal

O Prémio Francisco Tavares Rosa procura distinguir trabalhos na área da Antropologia que abordam os distúrbios mentais no nosso país.

Aluna do Departamento de Ciências da Vida da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra (FCTUC), Bruna Coelho, foi distinguida com o Prémio Francisco Tavares Rosa, cujo trabalho vencedor é um ensaio que aborda o transtorno mental na sociedade portuguesa.

“Uma Imagem Vale Mais que Mil Palavras: Utilização de Brain Imaging em Livros de Autoajuda” intitula o projeto que venceu o prémio anual, no valor de 500€, que distingue trabalhos de estudantes, que incidam sobre a temática relativa ao transtorno mental, de todos os ciclos de formação da área científica da Antropologia em instituições de ensino portuguesas.

A autora do trabalho que explora o papel das Brain Images na oferta e reconhecimento de autoridade aos discursos que caracterizam os livros de autoajuda recebeu o seu prémio numa cerimónia, em formato online, que teve lugar no dia 30 de abril.

O concurso, promovido pelo Departamento de Antropologia da Escola de Ciências Sociais e Humanas do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE), foi instituído pela família de Francisco Tavares Rosa, que além de procurar valorizar o desenvolvimento científico nesta área, também pretende homenagear o estudante do Mestrado de Antropologia do ISCTE.

ler mais

RECENTES

ler mais