Vídeo: Hepatite C é curável. Faça o teste

“Basta fazer uma análise muito simples, que não é muito cara e que se faz em qualquer laboratório. Por isso, dirijam-se ao vosso médico, peçam um marcador para a Hepatite C, que se chama anti-VHC. Ao fim de 5 dias terão o resultado e, se a análise vier positiva, terão de fazer um tratamento sem efeitos secundários “, apela o Dr. Rui Tato Marinho, em entrevista ao Saúdeonline.

Os fármacos antivíricos que já existem são muito eficazes, sublinha o médico, mesmo que o doente esteja infetado há décadas. “Estes medicamentos são tomados durante dois a três meses praticamente sem efeitos secundários e curam cerca de 97% dos casos para sempre”. Contudo, se já se verificar um quadro de cirrose, “apesar de eliminarmos o vírus em praticamente todos os casos”, o doente tem de continuar a ser seguido.

O gastrenterologista sublinha que ciclo do vírus da Hepatite C (VHC) pode durar até 40 anos, desde o momento em que entra no organismo do doente até à morte deste. “Durante os primeiros 20 a 30 anos temos uma fase completamente silenciosa, sem sintomas, daí ser uma ameaça”, refere o especialista.

O VHC “vai destruindo, progressivamente, o fígado”, podendo “chegar à cirrose, uma fase de destruição do fígado que origina um risco brutal de desenvolvimento de cancro do fígado”, alerta o também presidente da Sociedade Portuguesa de Gastrenterologia.

Estima-se que cerca de 40 mil portugueses estejam infetados, a maioria sem o saber.
A maioria das pessoas foi infetada num contexto de consumo de drogas, admite o especialista, mas também na sequência de “tatuagens ou pierciengs feito em locais não seguros ou antes de 1992, quando não se tinha ainda identificado o vírus”.

ler mais

RECENTES

ler mais