2 Mai, 2018

Trabalhadores da saúde em greve hoje e amanhã

Os trabalhadores do setor público da saúde iniciaram hoje às 00:00 uma greve nacional de dois dias. A paralisação foi convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap), que prevê uma grande adesão.

A greve abrange todos os trabalhadores da saúde, exceto médicos e enfermeiros, dos serviços tutelados pelo Ministério da Saúde, como hospitais ou centros de saúde.

O protesto pretende exigir a aplicação do regime de 35 horas de trabalho semanais para todos os trabalhadores, progressões na carreira e o pagamento de horas extraordinárias vencidas e não liquidadas.

O Sintap reivindica ainda a aplicação do subsistema de saúde ADSE (para funcionários públicos) a todos os trabalhadores e um acordo coletivo de trabalho para os trabalhadores com contrato individual de trabalho.

No dia 25 deste mês, trabalhadores do setor da saúde voltam a cumprir um dia de greve, uma paralisação marcada pelos sindicatos afetos à CGTP.

“A revolta é enorme. O desespero das pessoas pelo excesso de trabalho é de tal ordem que o sucesso desta greve vai ser muito importante. Caso não haja condições para chegar a um acordo no que diz respeito ao contrato coletivo de trabalho que queremos celebrar, ainda este mês voltaremos à greve”, afirmou à agência Lusa o secretário-geral do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Sintap), José Abraão, que falava em frente do Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC).

Já na próxima semana, são os sindicatos médicos que têm uma greve de três dias agendada, para dias 8, 9 e 10.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais