22 Jun, 2021

Pico da quarta vaga da pandemia previsto para daqui a um mês

Lisboa e Vale do Tejo e o Algarve são as duas regiões onde a incidência mais cresce. Os especialistas alertam que é necessário tomar medidas.

As previsões da plataforma “Covid-19 Insights”, da Universidade Nova de Lisboa, apontam para que a quarta vaga da doença atinja o pico dentro de um mês, com dois mil casos diários, se nada se alterar, adianta o Jornal de Notícias. As estimativas preveem ainda que haverá 500 internados em enfermaria e até 150 em cuidados intensivos nessa altura.

Estas estimativas apontam para números muito inferiores aos de meados de fevereiro (cerca de 15 mil casos diários). As duas regiões que estão a crescer a um ritmo mais acelerado são o Algarve, com um aumento da incidência de novos casos de 91% e Lisboa e Vale do Tejo, mais 78% de incidência. O Norte, por exemplo, tem registado uma aceleração ligeira dos novos casos (mais 5%).

O coordenador da plataforma “Covid-19 Insights”, Pedro Simões Coelho, recomenda a aceleração da campanha de vacinação. Recentemente, o país vacinou 150 mil pessoas em apenas um dia, e segundo Pedro Simões Coelho, manter esse ritmo iria permitir dar, pelo menos, a primeira dose da vacina a 90% da população. Outra recomendação, é garantir os inquéritos epidemiológicos são feitos em tempo útil, para travar cadeias de transmissão.

Por último, refere que “é preciso discriminar positivamente” as pessoas com passaporte covid, pois são 3,5 milhões de pessoas que já têm as duas doses da vacina e/ou já estiveram infetadas, “que podem fazer vida normal”, destacou Pedro Simões Coelho.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais