21 Dez, 2020

Novas metodologias de biologia molecular fundamentais na prescrição adequada de antibioterapia

A rapidez no diagnóstico microbiológico é fundamental para um ajuste de antibioterapia o mais rápido e o mais eficazmente possível.

O que permitem fazer as novas metodologias de biologia molecular rápidas?

A introdução das metodologias de biologia molecular rápidas vai permitir dois passos fundamentais.

Por um lado, vai permitir fazer o screening da colonização de doentes por bactérias portadoras de genes que conferem resistência a um determinado antibiótico e, por outro lado, vai assegurar uma identificação rápida de agentes infeciosos, muitas vezes em cerca de uma hora.

Tudo isto culminará na sinalização de doentes portadores de microrganismos multirresistentes e na atuação ajustada da terapêutica antimicrobiana, ou antiviral, pela identificação do agente envolvido.

 

 

Que desafios trazem estas novas metodologias para o dia-a-dia das unidades de saúde?

Muitos são os desafios futuros e incluem a manutenção de um fluxo bidirecional de informação entre o laboratório e as unidades de internamento, com reports de resultados 24 horas/sete dias por semana e ainda mais com a agilização de programas de antimicrobial stewardship com evidências de custo, evidências de benefícios da utilização de metodologias rápidas em prol o doente.

É, de facto, muito inovadora esta nossa Era porque o urge de responder às necessidades de um ajuste de antibioterapia o mais rápido e o mais eficazmente possível, tudo isto para culminarmos com uma prescrição adequada de antibioterapia e para libertar o doente mais rapidamente de instituições hospitalares para o âmbito domiciliário.

 

ler mais

RECENTES

ler mais