21 Dez, 2018

Ministra da Saúde recebe hoje enfermeiros para reflexão conjunta

A ministra da Saúde recebe hoje os sindicatos dos enfermeiros para uma reunião, à margem das negociações para "desenvolver uma reflexão conjunta" sobre o setor, em especial a profissão de enfermeiro.

O convite foi endereçado na segunda-feira e referia o empenho do Ministério da Saúde em “discutir com os profissionais de enfermagem”, assinalando “a necessidade de consensos que dignifiquem a profissão e respondam às necessidades de cuidados de saúde de todas as pessoas”.

Apesar de deixar claro nessa nota que esta reunião decorre à margem das negociações com os sindicatos dos enfermeiros, o Ministério da Saúde assegura que está “a envidar todos os esforços” para “garantir a continuidade das negociações que estão em curso”.

O convite da tutela surgiu depois de a Ordem dos Enfermeiros ter defendido um acordo entre o Governo e os sindicatos em relação à ‘greve cirúrgica’, a decorrer até ao fim do ano nos blocos operatórios de cinco hospitais, alertando para o adiamento de mais de sete mil cirurgias.

Surgiu também depois de a Federação Nacional dos Sindicatos dos Enfermeiros, que não está vinculada à ‘greve cirúrgica’, ter desmarcado uma paralisação agendada para 26, 27 e 28 de dezembro.

Por outro lado, a Comissão Negociadora Sindical dos Enfermeiros, da qual fazem parte o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) e o Sindicato dos Enfermeiros da Região Autónoma da Madeira (SERAM), indicou que não iria comparecer na reunião com a tutela na passada segunda-feira, invocando falta de propostas sobre progressões e o pagamento do suplemento aos especialistas, que considera imprescindíveis para a continuidade das negociações.

A reunião de hoje com os enfermeiros decorre no Ministério da Saúde, em Lisboa, pelas 11:30.

Uma hora e meia antes são recebidos pela ministra Marta Temido os sindicatos dos médicos – a Federação Nacional do Médicos (FANM) e Sindicato Independente dos Médicos (SIM) – e o encontro tem como objetivo a constituição de mesas negociais para discutir a resolução de problemas dos cadernos reivindicativos a resolver dentro da legislatura.

LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais