16 Nov, 2021

Hospital de Beja só tem dois cardiologistas para 126 mil utentes

Unidade hospitalar não consegue atrair cardiologistas. Na ausência destes dois médicos, os doentes são consultados por clínicos internos.

Para o total de 126 mil utentes no Baixo Alentejo, o Hospital de Beja conta apenas com dois médicos cardiologistas. Tendo em conta que estes especialistas são um casal, a situação agrava-se quando ambos tiram férias em simultâneo, avança o Correio da Manhã.

“São cônjuges e têm toda a legitimidade para o fazer [tirar férias em conjunto]”, comentou fonte hospitalar. No entanto, durante este período, o qual chega a durar 15 dias, os doentes são consultados por médicos internos, “muitos sem qualquer experiência em Cardiologia”. Já em caso de situação clínica grave, estes são encaminhados para o Hospital do Espírito Santo, em Évora, ou para Santa Marta, em Lisboa.

De acordo com a mesma fonte, o problema assenta no facto de que “a Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo [ULSBA] não tem capacidade para trazer mais cardiologistas”. “As condições não atraem jovens médicos para aqui fazerem internato de especialidade. Nem esses, nem outros já especializados”, acrescentou.

Segundo confirma a ULSBA ao Correio da Manhã, “ficam vazias”, até ao final do concurso, todas as vagas abertas para cardiologistas, sem qualquer candidato. A falta de médicos que é uma situação que se tem tornado acentuada ao longo dos últimos anos afeta também outras especialidades, como a de pneumologia (só há apenas um pneumologista ao serviço no Hospital de Beja).

SO

ler mais

RECENTES

ler mais