15 Jul, 2020

Covid-19: Vacina nos EUA vai ser a primeira a entrar na última fase de ensaios clínicos

A fase final dos ensaios clínicos da vacina contra o novo coronavírus, levados a cabo pela empresa americana de biotecnologia Moderna, irá começar já no próximo dia 27 de julho e deverá prolongar-se até dia 27 de outubro.

Em comunicado, a empresa Moderna refere que o objetivo principal do estudo é prevenir quaisquer sintomas da COVID-19, mas também, de forma secundária, prevenir a infeção pelo SARS-CoV-2. Após os primeiros resultados “encorajadores” num grupo de 8 voluntários, no passado 18 de maio, e a segunda fase, com 600 voluntários, a empresa de biotecnologia conta agora, nesta última fase de ensaios clínicos, com 30 mil participantes. Desses, metade irá receber uma dose de 100 microgramas e a outra metade, como grupo de controlo, uma dose de placebo. Esta fase deverá começar no próximo dia 27 de julho e terminar a 27 de outubro de 2020.

Com um apoio do Governo dos EUA de 483 milhões de dólares, o correspondente a cerca de 426 milhões de euros, a vacina da empresa Moderna será a primeira a atingir esta última fase do processo, a nível mundial. A tecnologia procura incidir no RNA-mensageiro por forma a fornecer ao corpo informações genéticas que permitam uma atuação preventiva contra o coronavírus.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 163 potenciais vacinas contra o SARS-CoV-2 estão a ser desenvolvidas em todo o mundo. Recorde-se que, globalmente, a doença COVID-19 já infetou mais de 13,2 milhões de pessoas e foi responsável pela morte de mais de 574 mil pessoas.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais