15 Nov, 2021

Torres Vedras recebe programa de telemedicina para idosos vulneráveis

O programa não envolve qualquer custo financeiro para as instituições, nem para as pessoas que dele beneficiem.

A Câmara Municipal de Torres Vedras celebrou um protocolo com a KnokHealth Portugal para a implementação do programa piloto Avaliação e Telemonitorização de Idosos Vulneráveis (ATIV) em 15 instituições particulares de solidariedade do concelho.

O ATIV é um programa de cuidados de saúde primários e pré-hospitalares que combina medicina presencial “ao domicílio” e consultas e contactos de saúde remotos, por telemedicina. Este terá a duração de seis meses e não envolve qualquer custo financeiro para as instituições, nem para as pessoas que nele participem, sendo a sua implementação gratuita e da exclusiva responsabilidade da KnokHealth Portugal.

Neste sentido, todos os idosos, das instituições incluídas no programa, serão avaliados presencialmente por um médico especialista em Medicina Geral e Familiar, que criará um processo digital completo para permitir o seguimento do doente. Os resultados do programa piloto serão avaliados nas vertentes clínica, de qualidade, de satisfação (de pacientes e cuidadores) e de estimativa da poupança gerada.

A implementação deste projeto envolverá um número limitado de municípios e Torres Vedras foi um dos convidados a participar nesta iniciativa, através do acompanhamento de cerca de 300 idosos integrados em estruturas e lares residenciais.

“Honra-nos muito que este projeto piloto esteja no nosso Município e que vá trabalhar com aquelas que são as populações mais vulneráveis”, referiu a presidente da Câmara Municipal de Torres Vedras, Laura Rodrigues, na cerimónia de assinatura do protocolo. A autarca realçou a importância deste programa não só pelo público a que se dirige, mas também pelo facto de promover a eficiência na prestação de cuidados de saúde.

ler mais

RECENTES

ler mais