23 Jun, 2020

SARS-CoV-2: Anticorpos podem desaparecer após três meses

Oito semanas após a recuperação, os níveis de anticorpos caíram para níveis indetectáveis ​​em 40% das pessoas assintomáticas, revela um estudo.

As pessoas que desenvolvem anticorpos após serem infectadas com o SARS-CoV-2 podem não os manter por mais de três meses, especialmente se a infeção não tiver sido acompanhada de sintomas.

Embora se saiba que a maioria das pessoas infectadas desenvolve anticorpos, pensa-se que apenas os doentes que desenvolvem sintomas conseguem manter esses anticorpos por mais tempo.

De modo a estudar essa relação, um grupo de cientistas do distrito de Wanzhou, na China, estudou 37 pessoas que foram infectadas e apresentaram sintomas e outras 37 que não apresentaram sintomas. Os resultados foram publicados na revista Nature Medicine.

Oito semanas após a recuperação, os níveis de anticorpos caíram para níveis indetectáveis ​​em 40% das pessoas assintomáticas. Contudo, o mesmo aconteceu em apenas 13% das pessoas sintomáticas.  Neste estudo, os investigadores testaram dois tipos de anticorpos: imunoglobulina G (IgG) e imunoglobulina M (IgM). A IgG desenvolve-se geralmente por um período mais longo, o que significa que é um melhor indicador de imunidade a longo prazo.

“Etses dados podem indicar os riscos do uso de ‘passaportes de imunidade’ COVID-19 e apoiar o prolongamento de intervenções de saúde pública, incluindo distanciamento social, higiene, isolamento de grupos de alto risco e testes generalizados”, escreveram os autores.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais