14 Abr, 2020

Resposta aos doentes não covid tem de “começar nos próximos dias”

Resposta dos hospitais aos casos não urgentes de doentes sem covid-19 tem de “começar nos próximos dias", afirma a ministra da Saúde, Marta Temido.

A resposta dos hospitais aos casos não urgentes de doentes sem covid-19 tem de “começar nos próximos dias”, avançou hoje a ministra da Saúde, Marta Temido.

“Nós precisamos de voltar a responder de uma forma programada aos casos não urgentes de doentes não covid e essa resposta tem de começar nos próximos dias”, afirmou Marta Temido.

A ministra falava na conferência de imprensa diária da DGS sobre a evolução da pandemia em Portugal.

Questionada sobre o apelo das Misericórdias para que idosos com esta doença não sejam devolvidos aos lares e que sejam disponibilizadas estruturas próprias para os acolher a ministra respondeu: “Aquilo que nos preocupa essencialmente no setor da saúde é que não fiquem em ambiente hospitalar pessoas que não precisam de estar em ambientes hospitalar”.

A ministra disse que “não deve estar em hospital quem não precisa de lá estar, porque o hospital é também em última instância um local que comporta riscos em termos de presença”.

Por outro lado, defendeu, “os hospitais têm de ser preservados na sua utilização para os casos de doença aguda e, portanto, é muito relevante que sejam encontradas outras respostas para estas situações que não precisam de permanecer em ambiente hospitalar”.

O presidente da União das Misericórdias Portuguesas tinha pedido que os