27 Out, 2021

Psoríase: o principal motivo de visita ao dermatologista

Dados revelam que 80% dos doentes apresenta formas ligeiras da psoríase. Já 20% sofrem com formas moderadas e graves.

No Dia Mundial da Psoríase, que se assinala a 29 de outubro, é fundamental sensibilizar para o impacto que a psoríase tem na qualidade de vida dos seus portadores, sendo esta doença, a qual afeta mais de 200 mil portugueses, a principal causa de visita ao dermatologista.

A psoríase é uma doença crónica, inflamatória, autoimune e sistémica que se estima que afete cerca de 125 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais cerca de 14 milhões na Europa. Segundo revela um relatório publicado na revista Psoríase, aproximadamente 80% dos doentes apresenta formas ligeiras da doença e os restantes 20% evidenciam formas moderadas a graves, com envolvimento de mais de 10% da superfície corporal.

“Embora ainda não tenha cura, a psoríase dispõe de tratamentos cada vez mais inovadores que permitem ao doente manter a doença controlada”, revela o farmacêutico e medical advisor da LEO Pharma Portugal, Christian Taveira. Ainda assim, segundo acrescenta, “apesar de todos os avanços terapêuticos, a psoríase continua a ser uma doença com elevado impacto na vida dos doentes, não só pelas manifestações da própria doença, como pelo impacto emocional e social que causa nos indivíduos”.

Do mesmo modo, esta doença também está associada a altas taxas de depressão e ansiedade, baixo autoestima e a um grande impacto na vida laboral, nas relações interpessoais e na intimidade. Segundo os dados da Federação Internacional das Associações da Psoríase (IFPA) e divulgados pela Associação Portuguesa de Psoríase (PSOPortugal), 26% das pessoas que vivem com a doença afirmam que a patologia é responsável pela mudança ou abandono de algumas atividades do quotidiano.

ler mais

RECENTES

ler mais