10 Nov, 2021

Projeto para melhorar saúde oral dos mais carenciados vence Prémio Maria José Nogueira Pinto

Este projeto procura criar um novo entendimento sobre a importância dos cuidados de saúde oral na vida das pessoas, contribuindo para quebrar os ciclos de pobreza.

O Centro de Apoio à Saúde Oral (CASO) é o grande vencedor da 9.ª edição do Prémio Maria José Nogueira Pinto em Responsabilidade Social. O projeto, que visa contribuir para a melhoria da saúde oral e bem-estar das pessoas em condição socioeconómica mais vulnerável, concretiza-se ao nível da intervenção médico-dentária e do acompanhamento psicossocial, com vista à reintegração social e profissional de pessoas que apresentam fragilidades, agora agravadas com a pandemia.

O projeto mereceu a distinção do júri do Prémio, presidido pela Dr.ª Maria de Belém Roseira, por ser a iniciativa que melhor corresponde ao conceito de “socialmente responsável na comunidade onde nos inserimos”, defendido por Maria José Nogueira Pinto.

A saúde oral em Portugal tem sido historicamente negligenciada e espelha as diferenças socioeconómicas da população. Segundo o último Barómetro da Saúde Oral, cujos resultados foram conhecidos em 2019, apenas 31% dos portugueses tem a dentição completa. Relativamente a consultas de saúde oral, cerca de 32% dos portugueses nunca visitam o médico dentista ou apenas o fazem em caso de urgência. Mais de um terço da população não vai a uma consulta há mais de um ano.

Tendo em conta este contexto, o CASO procura criar um novo entendimento sobre a importância dos cuidados de saúde oral na vida das pessoas, contribuindo para quebrar os ciclos de pobreza instalados, através da promoção de melhorias, ao nível da confiança e da autoestima e potenciando a capacidade dos seus beneficiários participarem de forma mais ativa na sociedade.

O CASO implementou uma intervenção inovadora, assente na convicção de que a saúde oral é um direito humano fundamental e uma parte integrante da saúde em geral. Para tal, uma equipa multidisciplinar, composta por profissionais de saúde e por profissionais das ciências sociais, atua diariamente para diminuir as dificuldades de acesso aos cuidados de saúde e promover a reinserção social das pessoas em situação de vulnerabilidade socioeconómica do distrito do Porto, nomeadamente, vítimas de violência doméstica, migrantes, refugiados, pessoas em situação de desemprego, pessoas portadoras de incapacidade física e/ou intelectual.

O prémio vai permitir ao CASO comprar consumíveis médicos e de reabilitação oral (prótese dentária), permitindo dar continuidade ao trabalho desenvolvido junto dos seus beneficiários.

Nesta edição, o Júri atribuiu ainda quatro Menções Honrosas aos seguintes projetos: “Projeto Viver Novamente”, da Associação Novamente – Apoio aos Traumatizados Crânio-Encefálicos; “Cozinhar com as Avós”, do Centro Social e Paroquial de Nossa Senhora da Luz – Albernoa; “LinkedOUT”, da Associação Spina Bífida e Hidrocefalia de Portugal; e “Cozinha Colaborativa do Jarmelo”, da AIIR.

Este ano, o Prémio Maria José Nogueira Pinto em Responsabilidade Social validou 80 candidaturas, de projetos inseridos em várias áreas de intervenção social, desenvolvidos em território nacional.

O Prémio Maria José Nogueira Pinto é atribuído anualmente com o valor pecuniário de 10.000€ ao Grande Vencedor e 1.000€ a cada uma das Menções Honrosas. Instituído em 2012 pela MSD, o prémio pretende distinguir o trabalho desenvolvido por pessoas, individuais ou coletivas, que se tenham destacado no contexto da responsabilidade social.

COMUNICADO

ler mais

RECENTES

ler mais