6 Jul, 2022

Projeto para combater exclusão socioprofissional no interior vence Prémio Maria José Nogueira Pinto

O projeto ambiciona quebrar os ciclos de pobreza que se repetem de geração em geração, com a criação de uma lavandaria social.

“Integrar+” é o grande vencedor da 10.ª Edição do Prémio MSD | Maria José Nogueira Pinto. Desenvolvido pelo Centro Social Paroquial de Santa Margarida de Abrã, o projeto ambiciona quebrar os ciclos de pobreza que se repetem de geração em geração, com a criação de uma lavandaria social para promover a integração de famílias carenciadas, em situação de desemprego, no mercado de trabalho.

Por ser a iniciativa que melhor corresponde ao conceito de “socialmente responsável na comunidade onde nos inserimos”, defendido por Maria José Nogueira Pinto, o projeto mereceu a distinção do júri do Prémio, presidido pela Dr.ª Maria de Belém Roseira.

Pensado para freguesia de Abrã, uma zona rural do interior do Conselho de Santarém, pautada pelo isolamento social, envelhecimento e exclusão social, como sinaliza o Diagnóstico Social do Município de Santarém, o projeto “Integrar+” pretende capacitar 30 famílias de contextos socioeconómicos desfavorecidos com competências de empregabilidade e autonomia, com o propósito de minimizar o problema da exclusão socioprofissional, integrando, pelo menos, 50% no mercado de trabalho no primeiro ano.

Naquela região, onde não existe uma lavandaria e a população se desloca até concelhos vizinhos para ter acesso ao serviço de tratamento de roupa, a criação deste negócio comercial será o meio de demonstração, a toda a comunidade, das capacidades de empregabilidade destas pessoas mais carenciadas, reforçando a autonomia, autoestima e responsabilidade das famílias apoiadas pelo projeto.

A iniciativa proporciona ainda a oferta de serviços a preços reduzidos à população mais carenciada e à comunidade sénior, uma vez que a participação das famílias na lavandaria é reconvertida, automaticamente, em créditos que são trocados por roupa nas lojas sociais da instituição ou alimentos na mercearia social.

O montante do prémio vai permitir a aquisição das máquinas e mobiliário para equipar a Lavandaria Social, dando, assim, início ao projeto “Integrar+” na freguesia de Abrã.

Nesta edição, o Júri atribuiu ainda quatro Menções Honrosas aos seguintes projetos: “Direito ao Esquecimento”, da Acreditar – Associação de Pais e Amigos de Crianças com Cancro, em Lisboa; “Aprender a crescer”, da Associação Mais Proximidade Melhor Vida, em Lisboa; “Unidade de Alzheimer – Dragoeiro”, do Centro Social e Paroquial de São Bento da Ribeira Brava, na Madeira; e “Arte Redonda – espaço de descoberta das Artes Visuais”, da Escola Dramática e Musical de Milheirós Maia, no Porto.

Este ano, o Prémio MSD | Maria José Nogueira Pinto em Responsabilidade Social validou, uma vez mais, dezenas de candidaturas de projetos inseridos em várias áreas de intervenção social, desenvolvidos em território nacional e ilhas.

A Cerimónia Pública de Atribuição da 10.ª Edição do Prémio MSD | Maria José Nogueira Pinto realiza-se hoje, dia 6 de julho, no Centro Cultural de Belém – Auditório Luís de Freitas Branco, pelas 17H00.

O Prémio MSD | Maria José Nogueira Pinto é atribuído anualmente com o valor pecuniário de 10.000€ ao Grande Vencedor e 1.000€ a cada uma das Menções Honrosas. Instituído em 2012 pela MSD, o Prémio pretende distinguir o trabalho desenvolvido por pessoas, individuais ou coletivas, que se tenham destacado no contexto da responsabilidade social.

SO

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais