6 Dez, 2022

Ministério da Saúde substitui direção do Santa Maria e já escolheu nova presidente

A direção executiva do SNS decidiu substituir o conselho de Administração do Santa Maria, liderado por Daniel Ferro. A nova presidente será a antiga bastonária dos farmacêuticos Ana Paula Martins.

O Ministério da Saúde substituiu o Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Norte (que integra o Hospital Hospital de Santa Maria), avança a SIC Notícias. Ana Paula Martins, antiga bastonária dos farmacêuticos, vai ser a nova presidente do CHULN, que, para além do Santa Maria, integra também o Hospital Pulido Valente.

Cessa, assim funções, a direção liderada por Daniel Ferro, que tinha assumido o cargo há três anos e meio. Segundo a SIC, a mudança na liderança naquele que é o maior hospital do país terá sido motivada pelas queixas contra a atual administração do hospital, sobretudo dos diretores de serviço que se queixavam da falta de diálogo com o atual presidente do conselho de administração e o diretor clínico.

Ana Paula Martins é a primeira escolha do novo diretor executivo do SNS, Fernando Araújo, para liderar um hospital e já terá escolhido todos os membros da sua equipa, nomeadamente o diretor clínico, que terá ligação à Faculdade de Medicina.

A substituição neste centro hospitalar surge numa altura em que o Hospital de Santa Maria tem sido notícia devido aos longos tempos de espera no serviço de urgência, que chegaram a atingir 14 horas para doentes considerados urgentes (pulseira amarela).

O Ministério da Saúde confirma na resposta à Lusa que o processo de nomeação do CHULN está em curso, “tendo a professora Ana Paula Martins sido convidada e aceitado presidir ao Conselho de Administração deste centro hospitalar”.

Esclarece ainda que as nomeações dos conselhos de administração das entidades hospitalares, cujo mandato terminou em dezembro de 2021, estão a ser preparadas já com o envolvimento do Diretor Executivo do Serviço Nacional de Saúde (SNS), Fernando Araújo.

Quanto à composição da restante equipa, o ministério refere que está a ser seguida a tramitação prevista, nomeadamente na Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública.

Ana Paula Martins nasceu em 1965 e é licenciada em Ciências Farmacêuticas pela Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (1990).

Completou o mestrado em Epidemiologia na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa em 1995 e o doutoramento em Farmácia Clínica na Faculdade de Farmácia de Lisboa em 2005.

Durante mais de 20 anos foi professora auxiliar da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa, exerceu o cargo de diretora de External Affairs e Market Access da MSD Portugal entre 2006-2014 e também dirigiu o Centro de Estudos de Farmacoepidemiologia da Associação Nacional de Farmácia entre 1994 e 2006.

Entre 1989 e 1992 foi secretária-geral da Ordem dos Farmacêuticos, tendo também exercido o cargo de assessora do ministro da Educação e do ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares entre 1992 e 1994, com responsabilidades nas áreas do Programa Nacional de Combate às Toxicodependências e no Programa de Promoção da Saúde em Meio Escolar.

Entre 2016 e o início de 2022, exerceu o cargo de bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, presidiu ao Instituto de Saúde Baseada na Evidência e coordenado o Centro de Farmacovigilância de Lisboa, Setúbal e Santarém da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa durante vários anos.

Desde dezembro de 2021 até maio de 2022 foi vice-presidente do PSD. Atualmente exercia ainda o cargo de diretora dos Assuntos Governamentais da empresa biofarmacêtica Gilead Sciences em Portugal.

SO/LUSA

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais