1 Set, 2021

Médicos reforçam importância da prevenção de lesões na coluna vertebral

O alerta decorre no âmbito do Dia Internacional das Lesões na Coluna Vertebral, que se assinala a 5 de setembro.

A Sociedade Portuguesa de Patologia da Coluna Vertebral (SPPCV) apela à prevenção das lesões na coluna vertebral, relembrando que grande parte das complicações associadas podem ser evitadas, e alerta para as suas consequências.

No âmbito do Dia Internacional das Lesões na Coluna Vertebral, que se assinala a 5 de setembro, o ortopedista e presidente da SPPCV, Nuno Neves, reforça que “os comportamentos de risco podem levar a lesões graves na coluna vertebral e da medula”, sendo que “muitas causas são evitáveis, como, por exemplo, acidentes rodoviários (de automóvel e/ou moto), quedas, atividades desportivas, mergulhos em águas rasas e atos de violência”.

Segundo refere, ainda, o especialista, “anualmente, em todo o mundo, mais de 500 mil pessoas sofrem uma lesão na coluna e diariamente cerca de três pessoas ficam incapazes de andar”. É neste sentido que Nuno Neves esclarece que este tipo de lesões representa sensivelmente mais de 50% das causas de incapacidade física em idade laboral e são uma das principais causas de ausência no trabalho.

Tendo em consideração que “as pessoas ainda continuam a menosprezar as consequências destas lesões e não evitam situações de risco”, torna-se essencial reforçar que “as medidas de prevenção podem fazer toda a diferença na saúde da coluna vertebral. É, assim, muito importante que as pessoas modifiquem alguns comportamentos e apostem na prevenção”, sublinhou o presidente da SPPCV.

Neste sentido e durante este período, em todo o mundo, realizam-se iniciativas de consciencialização, dirigidas à sociedade, com o propósito de alertar para as consequências negativas deste problema e salientar a importância de se adotar comportamentos associados à sua prevenção.

ler mais

RECENTES

ler mais