27 Mai, 2019

Fundação Portuguesa de Cardiologia promove ação de rastreios em Évora

A Fundação Portuguesa de Cardiologia promove, com o apoio da Câmara Municipal de Évora, uma ação de rastreios cardiovasculares no dia 30 de maiona cidade.

Na praça do Giraldo, em Évora, irá decorrer, no dia 30 de maio, entre as 10h e as 17h, rastreios cardiovasculares para encerrar as comemorações de “Maio, Mês do Coração”.

Os rastreios são gratuitos e realizados por equipas especializadas que, para além de fazerem as avaliações técnicas, prestam ainda aconselhamento à população.

O principal objetivo desta iniciativa passa pela sensibilização da população para as doenças cardiovasculares e identificação dos fatores de risco através da medição do nível de colesterol total, avaliação da pressão arterial, cálculo do índice de massa corporal e medição do perímetro abdominal.

Nesse mesmo dia mesmo dia, a Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC) vai realizar, às 11h15, uma sessão de esclarecimento para os alunos da Escola Secundária Severim de Faria, em Évora, sobre doenças cardiovasculares e sobre o suporte básico de vida.

Este ano, a campanha da FPC da iniciativa “Maio, Mês do Coração” apela à sensibilização para a insuficiência cardíaca, que é caracterizada por ser uma situação clínica debilitante e potencialmente fatal, na qual o coração não consegue bombear sangue suficiente para todo o corpo.

O estudo “Portugueses e a Insuficiência Cardíaca”, apresentado pela FPC, revelou que apenas 15% dos doentes conseguem identificar o edema nas pernas como um dos principais sintomas da insuficiência cardíaca. O mesmo estudo mostra que 51% dos inquiridos ainda acreditam que a taxa de sobrevivência desta doença é alta ou, pelo menos, não tão baixa como em casos oncológicos.

ler mais

RECENTES

ler mais