Entrevista. Monkeypox deve “manter-se na comunidade com o mesmo padrão”

A dermatologista Cândida Fernandes, do Hospital dos Capuchos, e que viu os primeiros casos detetados de infeção por Monkeypox em Portugal, ressalva que “é difícil prever a evolução dos vírus”. Veja a entrevista, feita no âmbito da Reunião Anual da Primavera da SPDV.

Relativamente à vacinação dos grupos de risco, a especialista sublinha que as vacinas são “escassas” e, por isso, deve ser feita “uma seleção criteriosa das pessoas que mais beneficiarão com a vacina”.

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais