27 Set, 2019

Dificuldades financeiras aceleram envelhecimento

Adultos que passam apenas 4 anos em dificuldades económicas podem estar em risco de envelhecimento acelerado.

O termo envelhecimento acelerado descreve as pessoas que são fisicamente menos capazes em uma idade mais precoce do que outras no mesmo estágio de vida. Essas pessoas também podem ter pior função cognitiva e níveis mais elevados de marcadores inflamatórios no sangue.

Os cientistas associam a alta deteção de marcadores de inflamação, como a proteína C reativa (PCR) e a IL-6, com muitas condições, incluindo infeção e cancro.

Numa população envelhecida, particularmente nas sociedades ocidentais, os custos de saúde afetam desproporcionalmente os idosos. Este fenómeno levou a uma aposta em políticas de promoção do envelhecimento saudável.

Com o objetivo de determinar se os adultos de meia-idade são negativamente afetados por dificuldades económicas em comparação com os adultos da mesma idade que não têm problemas financeiros, investigadores do Departamento de Saúde Pública da Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, realizaram um estudo, cujos resultados foram agora publicados no European Journal of Ageing.

Estudar as dificuldades financeiras e o envelhecimento

A referência para as dificuldades económicas neste estudo incluiu pessoas com rendimentos relativamente baixos. Neste caso, as pessoas com rendimentos 60% inferiores à média nacional, durante 22 anos.

Os investigadores estudaram 5.575 adultos na população de meia-idade, dos quais 18% experimentaram pobreza no período 1987-2008. A equipe, liderada por Rikke Lund, estudou o envelhecimento através da análise da função física e cognitiva, incluindo a elevação da cadeira, força de preensão, salto e equilíbrio.

Os resultados do estudo mostram que as pessoas que viveram em pobreza relativa por 4 anos ou mais não tiveram um desempenho tão bom quanto as que nunca vivenciaram dificuldades financeiras. Mostram ainda que os indivíduos que viviam com problemas financeiros tinham níveis elevados de marcadores inflamatórios em seu sangue.

ler mais

RECENTES

ler mais