18 Jan, 2023

“Diabetes e DCV” e a relação entre “mente e a DCV” são novidades nas JAC para MGF de 2023

Em entrevista, o cardiologista Francisco Sampaio, um dos organizadores das JAC de 2023, faz a antevisão do evento, que decorre de 25 a 27 de janeiro, no Porto.

Que expectativas tem para as Jornadas de Actualização Cardiovascular (JAC) para MGF 2023?

Espero que as JAC para MGF 2023 continuem uma história de 34 anos de sucesso na formação dos colegas de Medicina Geral e Familiar nesta área do conhecimento. Como sempre, o programa foi pensado e desenhado tendo em conta as respostas dos participantes do ano anterior aos inquéritos, de forma a ir de encontro às expectativas dos participantes, mantendo o forte componente prático e informal que sempre caracteriza as Jornadas. Depois de dois anos de edições “on-line”, estamos certos que o regresso ao formato presencial vai permitir uma interação ainda mais próxima entre os palestrantes e os participantes.

Quantas pessoas estarão presentes?

Estamos a contar com o número habitual de participantes que andará próximo dos 1000 colegas, vindos de todo o país.

Que temas destaca nesta edição?

Como referido, os temas são sempre construído com base nas sugestões dos participantes do ano anterior. Há temas que, pela sua relevância e porque geram sempre dúvidas, se têm mantido ao longo dos anos como as arritmias mais frequentes, a doença coronária ou a insuficiência cardíaca. Também se mantém a sessão “Questões práticas/respostas rápidas” em que, como o título indica, são abordadas de forma simples e rápida alguns problemas do dia a dia da prática clínica. As novidades deste ano são as palestras dedicadas à “Diabetes e doença cardiovascular” e à relação entre “A mente e a doença cardiovascular”, esta última a cargo do Prof Júlio Machado Vaz.

Quão importante é a ação da Medicina Geral e Familiar na gestão de doentes com patologia cardíaca? Em que áreas considera que é necessária uma maior atualização dos colegas de MGF? 

A MGF é sempre o pilar fundamental do SNS na abordagem de todas as patologias e isto é particularmente verdade nas doenças cardiovasculares dada a sua prevalência. Os colegas de MGF estão cada vez mais atualizados e a sua formação é cada vez mais sólida. As Jornadas não pretendem ser um rol de exposições académicas tendo em vista apenas a atualização teórica e muito específica porque isso não se justifica nem é apelativo.

O que se pretende é promover uma discussão informal, próxima e prática sobre os diferentes tópicos, em que todos aprendem com todos. Sem deixar, naturalmente, de tentar transmitir algumas novidades que possam ter surgido e que tenham real impacto na prática clínica. Esta tem sido a chave do sucesso das Jornadas.

SO

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais