16 Jul, 2018

Centro Hospitalar Lisboa Central recusa consultas de oftalmologia até a bebés, denuncia SIM

Em comunicado, o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) afirma que o Hospital D. Estefânia recusa consultas “até a crianças com menos de um ano”, lembrando que “não só as urgências do Hospital São José” se encontram em “estado de catástrofe”.

“Neste exemplo pode-se constatar que nem os bebés são capazes de escapar à insolvência generalizada e à incompetência das gestões hospitalares nomeadas por este Governo”, lê-se na nota do SIM referente à recusa de consultas de oftalmologia no Hospital D. Estefânia, também parte do Centro Hospitalar Lisboa Central.

No comunicado, o sindicato enumera a “insuficiência de recursos” e a incapacidade de cumprir o TMRG – tempo máximo de resposta garantido previsto na lei, como os motivos apontados para justificar esta situação, acrescentando, em jeito de ironia, que após nova referenciação para uma 3ª instituição do SNS, o bebé ficará “à espera de um milagre”.

“Resumindo, de burocracia em burocracia, de falta de recursos em falta de recursos, de desculpa em desculpa, de aldrabice em adalbertice, assim sofrem as crianças do nosso país”, conclui.

COMUNICADO/SO

ler mais

RECENTES

ler mais