18 Jul, 2018

SPT revela que número de transplantes aumentou em Portugal no último ano

No âmbito da celebração do 10º Dia do Transplante, assinalado a 20 de julho, a Sociedade Portuguesa de Transplantação (SPT) destaca o aumento do número de transplantes no ano passado, embora não atingindo os recordes de 2009 e 2010.

“Fomos os segundos a nível mundial, com 34 dadores por milhão de habitante”, afirma Susana Sampaio, presidente da Sociedade Portuguesa de Transplantação (SPT), que salienta, no entanto, que para pelo menos manter estes números é necessário aumentar o número de elementos das equipas de Cuidados Intensivos, Coordenação e das Unidades de Transplantação.

As celebrações do 10º Dia do Transplante, uma efeméride que a SPT continua a lutar para que se torne uma celebração nacional, mantendo, para isso, uma petição e convidando todo os portugueses a darem o seu contributo para a criação do Dia Nacional do Transplante e que  “é uma forma de homenagear, em primeiro lugar, todos os dadores, os recetores, assim como todos os profissionais envolvidos nesta área”, explica Susana Sampaio.

Há 10 anos que a SPT comemora, no dia 20 julho, o primeiro transplante realizado em Portugal pela equipa do Professor Linhares Furtado, em Coimbra. Cidade que, este ano, recebe a cerimónia solene, subordinada ao tema ‘O Transplante e a Arte’, no Pavilhão Centro de Portugal.

Uma relação muito evidente no início da transplantação, explica Susana Sampaio, quando “os seus pioneiros de alguma forma necessitaram de possuir arte e engenho para ultrapassar as dificuldades que sentiram, numa época em que esta técnica dava os primeiros passos”, mas que não desapareceu nos dias de hoje.

O programa:

10h30 | Receção aos participantes

11h15 |  Sessão Solene

13h15 |  Almoço Convívio

15h00 |  Plantação de árvore

15h30 | Passeio na margem do Mondego

17h00 |  Regresso dos participantes

COMUNICADO/SO

ler mais

RECENTES

ler mais