Saúde Mental. “Mais de metade das pessoas que necessitam de tratamento não o recebem”

9 Out, 2020

"Mais do que nunca, a saúde mental é um bem essencial", diz a country manager da Lundbeck Portugal, que assinala Dia Mundial da Saúde Mental com lema "Saúde Mental para Todos".

Sob o lema “Saúde Mental para Todos”, a empresa farmacêutica Lundbeck reforça o compromisso com as pessoas com doença mental no Dia Mundial da Saúde Mental, a 10 de outubro, lançando um desafio aos seus colaboradores.

Segundo Gustavo Jesus, “os estudos revelam que uma em cada 10 pessoas vive com doença mental e que uma em cada quatro sofrerá uma perturbação mental, em algum momento da sua vida”. Apesar desta situação, o psiquiatra do Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central afirma que “mais de metade das pessoas que necessitam de tratamento não o recebem”.

Gustavo Jesus

“Esta situação pode ter consequências importantes, com grande impacto na qualidade de vida das pessoas com doença mental e na sua esperança de vida, que poderá reduzir-se entre 10 e 25 anos”, alerta o médico.

Os dados existentes sobre a doença mental apontam para cerca de 700 milhões de pessoas afetadas, o que equivale a 13% da carga global com doenças. Dentro deste grupo de doenças, a depressão é um dos com maior incidência, chegando a acometer 350 milhões de pessoas globalmente.

Em Portugal, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), mais de 700 mil pessoas registavam sintomas depressivos em 2019. Dessas, cerca de 60% apresentavam sintomas depressivos ligeiros e 40,2% manifestavam sintomas depressivos graves.

“Para melhorar este cenário é preciso erradicar o estigma associado às perturbações mentais, para que as pessoas procurem ajuda médica o mais cedo possível; fortalecer os sistemas de saúde para melhorar o diagnóstico na área da saúde mental e tornar os tratamentos inovadores disponíveis e acessíveis a todos os doentes”, destacou o especialista.

Perante este cenário e o ano “difícil” que se está a atravessar, com as consequências sociais da pandemia Covid-19, a Lundbeck Portugal decidiu assinalar o Dia Mundial da Saúde Mental com uma ação interna onde irá procurar saber quais os maiores desejos da equipa para a área.

Sara Barros

“Mais do que nunca, a saúde mental é um bem essencial e é urgente fazermos dela uma prioridade”, alerta Sara Barros, Country Manager da Lundbeck Portugal.

Sara Barros acrescentou ainda que a “saúde mental é um direito que deve ser uma realidade para todos”, pelo que a Lundbeck pretende com este desafio “reforçar missão de melhorar a qualidade de vida das pessoas com doença mental disponibilizando-lhes os melhores tratamentos”.

Comunicado/SO

ler mais

RECENTES

ler mais