30 Abr, 2020

Santa Maria, com horário alargado, quer recuperar consultas adiadas

Consultas vão decorrer entre as 8h e as 20h, já a partir de segunda-feira. Está também previsto um plano de segurança para evitar contágios.

O Centro Hospitalar Universitário Lisboa Norte (CHULN), que inclui os hospitais de Santa Maria e Pulido Valente, anunciou hoje que vai implementar um horário alargado de consultas (das 8h às 20h), de forma a aumentar em 50% o número de consultas presenciais a serem realizadas em maio.

O CHULN explica em comunicado que face à estabilidade na evolução da epidemia no nosso país, o objetivo “é promover um crescimento cauteloso e progressivo” das consultas presenciais, de forma a zelar pela “preservação da saúde dos portugueses” e que passará pelo cumprimento de um “rigoroso plano de segurança para evitar contágios”.

Entre as medidas que vão ser adotadas pelo CHULN destacam-se a avaliação da temperatura corporal e realização de inquérito sintomático e de risco epidemiológico a todos os pacientes e acompanhantes, a obrigação destes em lavar ou desinfetar as mãos e colocar uma máscara cirúrgica antes de se dirigirem ao espaço de consulta, a manutenção de uma distância de segurança de dois metros, a restrição do número de gabinetes que estarão a funcionar em simultâneo, o alargamento do período de funcionamento de cada espaço de consulta de forma a permitir a assistência ao maior número possível de doentes, marcação rígida de consultas e espaçadas de 30 minutos, sem possibilidade de consultas extra, e a desinfeção dos gabinetes após cada período de consulta de três horas.

No último mês, o CHULN efetuou uma média de 1600 consultas diárias, entre presenciais e à distância, tendo realizado mais de 35 mil consultas, das quais cerca de 13 mil foram presenciais.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais