30 Mar, 2020

Realizar testes como medida isolada pode levar a “uma falsa segurança” – DGS

“Resultados negativos podem dar uma falsa segurança e podem fazer relaxar", alerta a diretora-geral da Saúde.

“Essa medida sozinha, isoladamente fazer testes, não nos vai resolver o problema. Aliás, nenhuma medida isolada resolve o problema da covid-19”, afirmou Graça Freitas.

Segundo a diretora-geral da Saúde, o teste serve para identificar precocemente um caso positivo, mas “não serve para descansar os casos que forem negativos”.

“Resultados negativos podem dar uma falsa segurança e podem fazer relaxar (…) e dentro dos lares e dentro de todos os sítios onde existam várias pessoas a conviver devem manter-se no dia-a-dia hábitos de distanciamento social durante semanas, durante meses”, referiu Graça Freitas.

E especificou que, no caso específico dos lares de idosos, “uma questão muito delicada”, existem medidas encaradas como fundamentais: distanciamento social, utilização de equipamento de proteção individual quando for necessário, isolar qualquer caso positivo, reforçar a limpeza dos objetos, das superfícies e das camas.

“E sobretudo distanciar os utentes, distanciar todos os dias os utentes, nunca pensar que um teste negativo está garantido para as semanas, para os dias seguintes”, frisou a diretora-geral, acrescentando: “Não fiquemos com uma falsa segurança que um teste negativo nos dispensa das atitudes que todos os dias todos temos de tomar (…) Todas estas medidas é que são a garantia de minimizar o impacto deste vírus”.