[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Text” background_layout=”light” text_orientation=”center” text_font_size=”26″ use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” […]

Onicomicose não se resolve por si só! É necessário tratamento

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_text admin_label=”Text” background_layout=”light” text_orientation=”center” text_font_size=”26″ use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” text_font=”|on|||” text_text_color=”#000000″]

Onicomicose não se resolve por si só! É necessário tratamento

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”Row” make_fullwidth=”off” use_custom_width=”off” width_unit=”on” use_custom_gutter=”off” padding_mobile=”off” allow_player_pause=”off” parallax=”off” parallax_method=”off” make_equal=”off” parallax_1=”off” parallax_method_1=”off” parallax_2=”off” parallax_method_2=”off” column_padding_mobile=”on” custom_css_main_1=”position: relative;||”][et_pb_column type=”1_4″][et_pb_team_member admin_label=”Dados do Médico” name=”Alexandra Freitas” position=”Diretora Técnica da AMPLIPHAR – Produtos Farmacêuticos, Lda.” image_url=”https://saudeonline.pt/wp-content/uploads/2017/11/Alexandra-Freitas.jpg” animation=”off” background_layout=”light” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” module_class=”ds-thumbnail-blog-red” header_font=”|on|||” header_font_size=”16″ custom_css_member_image=”-webkit-clip-path: circle(50% at 50% 50%);||clip-path: circle(50% at 50% 50%);||”] [/et_pb_team_member][/et_pb_column][et_pb_column type=”3_4″][et_pb_text admin_label=”Corpo do texto” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

A onicomicose é uma infeção fúngica (mycosis) da unha (onycho), que afeta as unhas das mãos e dos pés. É causada principalmente por dermatófitos, tais como Trichophyton Mentagrophytus e Trichophyton Rubrum, que juntos representam mais de 93% de todos os organismos infeciosos envolvidos na onicomicose. Estes organismos alimentam-se de queratina, o principal componente da unha.
As unhas dos pés têm uma maior probabilidade de serem afetadas do que as unhas das mãos, o que se deve, provavelmente, ao seu crescimento mais lento e maior exposição a traumatismos e ao ambiente mais favorável ao desenvolvimento fúngico (meio quente e húmido dos sapatos).
Os fungos das unhas são mais comuns entre adultos mais velhos. As razões são, entre outras, a diminuição da circulação sanguínea e a maior exposição aos fungos. Com a idade, as unhas crescem mais devagar e mais grossas, estando mais suscetíveis às infeções fúngicas. São igualmente comuns entre homens e mulheres.
Além da idade, vários fatores podem contribuir para o desenvolvimento de fungos das unhas:
• Pé-de-atleta – 1 em cada 4 pessoas com pé-de-atleta também sofre de onicomicose
• Andar descalço em locais públicos como piscinas, balneários, ginásios e saunas
• Diminuição da circulação sanguínea – calçado apertado, dedos comprimidos
• Diabetes e psoríase
• Falta de higiene
Uma unha com fungos não tem bom aspeto. Normalmente, começa com a descoloração da unha num dos cantos e vai-se lentamente espalhando para toda a unha. As alterações visíveis na unha são fáceis de reconhecer. Por isso, é importante verificar as unhas com regularidade, para se poder reagir antes do desenvolvimento do fungo.[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]

ler mais

RECENTES

ler mais