Portugal em Alerta Laranja pela Esclerose Múltipla

No dia Mundial da Esclerose Múltipla, assinalado a 30 de maio, a Sociedade Portuguesa de Esclerose Múltipla (SPEM) promove, com o apoio da Merck, a campanha “Alerta Laranja – Juntos Vencemos a Esclerose Múltipla”, uma iniciativa que convida os portugueses a vestirem-se de laranja para se juntarem a esta sensibilização.

“O Alerta Laranja é uma campanha que pretende, de uma forma positiva, criar um momento público para se falar de esclerose múltipla e a necessidade da sociedade contribuir para que as pessoas afetadas, maioritariamente jovens em idade ativa, possam fazer face à doença e continuar as suas vidas com as mesmas oportunidades”, explica Susana Protásio, vice-presidente da SPEM. “Por outro lado, também queremos deixar uma mensagem de esperança às pessoas que são agora diagnosticadas com EM, pois dada a evolução dos tratamentos ao longo dos últimos 20 anos, o prognóstico destes doentes mudou substancialmente. A história natural da esclerose múltipla está a mudar. Esperança e qualidade de vida serão, de hoje em diante, palavras associadas ao tratamento e gestão do doente com Esclerose Múltipla”, acrescenta.

Uma onda laranja vai invadir Portugal: fachadas de edifícios e monumentos emblemáticos como o Cristo Rei, o Templo de Diana ou o Castelo dos Mouros vão ser iluminadas da cor laranja, a cor da esclerose múltipla. Nas redes sociais, digital Influencers vão vestir-se de laranja e convidar os seus seguidores a apoiar esta causa e a entrar no desafio. Por cada foto partilhada com uma peça de roupa laranja e o hashtag da campanha #EMalertaranja, 1 euro será doado às associações de doentes com esclerose múltipla.

Ainda ao longo do dia 30 de maio, algumas das principais praças da cidade de Lisboa vão receber iniciativas de sensibilização e animação, sendo que a agenda do dia pode ser consultada no site http://www.emalertalaranja.pt/

O “Alerta Laranja – Juntos Vencemos a Esclerose Múltipla” é uma campanha que pretende transformar-se num movimento civil de apoio às pessoas afetadas pela esclerose múltipla, integrando assim a campanha mundial lançada pela Federação Internacional da Esclerose Múltipla: “Bringing Us Closer”. Tem por base uma imagem criada por um jovem street artist porque esta é uma doença normalmente diagnosticada entre os 20 e os 40 anos. Em Portugal, a EM afeta cerca de 8.000 pessoas, sendo duas vezes mais prevalente nas mulheres do que nos homens. Entre os sintomas mais comuns estão a fadiga, distúrbios de equilíbrio, dificuldades cognitivas e fraqueza muscular, sendo que 65% dos doentes refere algum nível de incapacitação.

O tema deste ano escolhido pela Federação Internacional da Esclerose Múltipla –  #bringinguscloser – pretende celebrar o contributo das múltiplas vertentes da investigação para atingirmos a meta de acabar de vez com a EM.

COMUNICADO/SO

ler mais

RECENTES

ler mais