Nutricionista dos Laboratórios SYNLAB

O Peso Ideal é o mesmo que o Peso Saudável?

O peso está relacionado com a saúde. É por isso que ouvimos alertas frequentes de que o excesso de peso e a obesidade são fatores de risco para o aparecimento de doenças cardiovasculares, metabólicas e para o aumento do risco de aparecimento de cancro. E o peso ideal para cada um de nós deve ser sinónimo de saúde e bem-estar, pois reflete um organismo saudável e com energia, que consequentemente aumenta a nossa autoestima, motivação e disposição. Mas o desejo de obtenção daquilo que consideramos o nosso peso ideal é constante levando, muitas vezes, a dietas restritivas com consequências nefastas para a saúde. Mas será que o peso ideal é a mesma coisa que o peso saudável?

Comecemos por verificar como se calcula o peso ideal, ou saudável. Para calcular o peso ideal ou saudável, utiliza-se normalmente o cálculo do índice de massa corporal (IMC), que classifica o peso em quatro categorias: peso abaixo do ideal (valores de IMC inferiores a 18,5), peso normal (IMC entre 18,5 e 24,9), sobrepeso (IMC entre 25 e 25,9) e obesidade (IMC superior a 30). No entanto, o IMC apenas considera o peso e a idade, tendo em conta a altura. Não avalia a massa muscular, a proporção de osso e massa gorda. Por exemplo, uma pessoa com uma massa muscular elevada e pouca massa gorda (como um atleta ou um bodybuilder) terá um IMC superior a uma pessoa com bastante massa gorda e pouca massa muscular. Isto acontece porque o músculo é quatro vezes mais denso que a gordura, o que leva a que o IMC seja um cálculo indicativo, e comprovando que a avaliação do peso ideal e saudável deve ser efetuada tendo em consideração outros parâmetros adicionais.

E quais são esses parâmetros adicionais? A medição do perímetro abdominal é um dos parâmetros que deve complementar o cálculo do IMC. O perímetro abdominal, quando avaliado de forma isolada, não define a nossa saúde. Mas quando associado a uma avaliação completa é indicativo de doenças como hipertensão arterial, diabetes, obesidade e hipercolesterolemia. O desejável é ter um perímetro abdominal inferior a 94 cm nos homens, e 80 cm no caso das mulheres. O peso ideal e saudável deve ter também em consideração a avaliação do estilo de vida, na qual se inclui o historial familiar de hipertensão arterial, diabetes e doença cardiovascular prematura, hábitos de tabagismo, sedentarismo e avaliação de parâmetros bioquímicos (análises) de monitorização da saúde. Na avaliação de parâmetros bioquímicos inclui-se o nível de açúcar no sangue, colesterol total (com discriminação do colesterol “bom” e colesterol “mau”), avaliação do funcionamento da tiroide, entre outros.

Então, por onde podemos começar? Deve ser feito através de um rastreio que avalia o funcionamento da tiroide (de forma a determinar se esta tem alguma relação com as oscilações de peso), a probabilidade de diabetes e a capacidade do metabolismo associado à saciedade (metabolismo rápido ou lento). É importante a avaliação dos resultados por um nutricionista ou médico assistente. É importante referir que este é um peso individual, e deve ser avaliado mediante o estilo de vida e as características individuais! A alimentação é uma premissa importante e pressupõe a ingestão variada e equilibrada de alimentos, proporcionando a energia necessária e o bem-estar ao longo do dia. Acima de tudo sinta-se bem, seja saudável!

ler mais

RECENTES

ler mais