17 Fev, 2021

Internamentos e pressão nas urgências no Garcia de Orta continuam em queda

Uma equipa médica francesa chegou na segunda-feira ao Garcia de Orta no âmbito da ajuda internacional oferecida a Portugal.

O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, registou uma descida no número de doentes internados devido à covid-19, incluindo nos cuidados intensivos, com a procura pelas urgências respiratórias do hospital em queda há vários dias.

“O Hospital Garcia de Orta regista hoje, dia 16 de fevereiro de 2021, um total de 198 doentes positivos por infeção por SARS-COV-2, dos quais 162 estão internados em enfermaria, 22 doentes em Unidade de Cuidados Intensivos (UCI) e 14 doentes internados em Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD). A demanda do Serviço de Urgência Geral, na vertente da área respiratória, baixou”, adiantou a unidade hospitalar em nota hoje divulgada.

Na segunda-feira, o HGO, que pertence ao distrito de Setúbal, registava 207 doentes internados por covid-19, 25 dos quais nas unidades de cuidados intensivos.

Uma equipa médica francesa chegou na segunda-feira ao HGO no âmbito da ajuda internacional oferecida a Portugal para aliviar a pressão hospitalar no combate à covid-19, tendo o secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, agradecido a ajuda francesa numa cerimónia de receção à equipa gaulesa à chegada ao hospital de Almada.

A equipa médica francesa, que durante 15 dias vai trabalhar no Hospital Garcia de Orta, é constituída por três enfermeiras e uma médica do serviço de saúde dos bombeiros franceses.

Toda a equipa, como referiu a enfermeira francesa lusodescendente Sandra Fleury, “tem experiência em situações de e Emergência e Reanimação”.

“Viemos de várias regiões de França, temos participado em várias missões internacionais sanitárias, mas também em França, em missões covid e desastres naturais. É com grande satisfação que apresentamos a nossa ajuda e o nosso contributo à equipa do Dr. Antero Vale Fernandes, nesta crise de saúde, que também vivemos em França. Esperamos poder aliviá-lo na sua carga de trabalho, em colaboração com as suas equipas. Agradecemos a sua confiança e o seu acolhimento”, disse a enfermeira.

A embaixadora de França em Portugal, Florence Mangin, agradeceu ao Governo português “por ter aceitado a proposta francesa de cooperação médica neste momento difícil”, salientando que se trata de uma “iniciativa de solidariedade muito natural entre dois países como a França e Portugal, que têm uma forte ligação de amizade”.

ler mais

RECENTES

ler mais