28 Jul, 2021

Ingestão de suplementos alimentares deve ser acompanhada por profissionais

Estudo revela que as principais razões para o uso de suplementos alimentares passam pelo aumento da massa muscular e a melhoria da performance desportiva.

De acordo com um alerta lançado pela Deco Proteste, a ingestão de suplementos alimentares deve ser acompanhada por um médico ou nutricionista, os quais podem aconselhar os seus utentes no sentido da sua toma de modo ajustado e adequado.

Segundo dados publicados em 2020 no Journal of the International Society of Sports Nutrition, “44% dos frequentadores de ginásios inquiridos em Portugal utilizaram, pelo menos, um suplemento alimentar no último ano”. As razões que justificam este uso são “o aumento da massa muscular (55,7%), a aceleração da recuperação (52,7%) e melhoria da performance desportiva (47,3%)”. O mesmo relatório revela que, muitas das vezes, a escolha dos suplementos escolhidos é influenciada pela internet ou pelos amigos.

No entanto, a organização da defesa do consumidor alerta para o facto de que “a evidência científica relativa aos efeitos dos suplementos no desporto é escassa e muitas pessoas tomam-nos sem saberem se, de facto, necessitam de o fazer” e afirmam que é necessário ter em consideração que estes “não passam pelos controlos criteriosos a que são sujeitos os medicamentos”.

Neste sentido, a sua toma deve ser aconselhada por profissionais aptos para oferecer aconselhamento nesta área. Ainda assim, de acordo com a Deco Proteste, o foco deve ser mantido na adoção de uma alimentação saudável, a qual é essencial para obter os resultados desejados, especificamente quando aliada à prática de atividade física.

No mesmo âmbito, a organização disponibiliza a plataforma de desporto outdoor FITMAP, a qual apresenta mais de dois mil espaços exteriores onde é possível praticar exercício físico e oferece informações sobre alimentação saudável e uma lista de personal trainers certificados.

ler mais

RECENTES

ler mais