18 Mar, 2020

Hospital de Gaia equaciona videoconferência para pais assistirem a partos

Centro Hospitalar de Gaia/Espinho está a estudar a possibilidade de modo a que os acompanhantes possam assistir aos partos e internamento, agora limitados devido à Covid-19.

Esta solução está ainda dependente de pareceres da parte informática e da Unidade de Gestão Intermédia (UGI) da Mulher e Criança, revelou à Lusa fonte hospitalar.

Devido ao novo coronavírus, a unidade de saúde executou uma série de medidas para mitigar a sua propagação, pedindo a todos a “melhor compreensão” para as mesmas, apelou.

Na sua página oficial de Facebook, o hospital referiu que a entrada de acompanhantes no serviço de Obstetrícia, que implica internamento e sala de partos, está suspensa.

Após o nascimento da criança, o pai da mesma poderá entrar por um período de 10 minutos, respeitando as regras de contacto social, sublinhou, acrescentando que esta permissão se aplica entre as 08:00 e as 22:00.

A unidade de saúde avançou que para partos que aconteçam depois das 22:00, o pai só poderá visitar o bebé a partir das 08:00 do dia seguinte.

Já quanto a consultas e exames, que estão a ser cancelados em todos os hospitais do país, as de obstetrícia mantêm-se, mas com restrições aos acompanhantes, disse a fonte.

Além destas, mantêm-se ainda todas aquelas tidas como urgentes e prioritárias, frisou.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais