28 Mai, 2020

Ensaio europeu suspende inclusão de novos pacientes no grupo que recebia hidroxicloroquina

O ensaio Discovery, que testa a eficácia de vários tratamentos contra o coronavírus, suspendeu inclusão de mais doentes no passado domingo.

“Esta decisão foi motivada pelas publicações científicas relativas à utilização de hidroxicloroquina em estudos de observação, nomeadamente o recente estudo publicado na Lancet”, que considerou ineficaz ou nefasto o recurso à cloroquina ou aos seus derivados como a hidroxicloroquina contra a covid-19, explicou o Inserm numa mensagem transmitida à agência noticiosa AFP.

Trata-se de uma “decisão conjunta do Solidariedade, ensaio conduzido sob a égide da OMS [Organização Mundial de Saúde], e do Discovery, ensaio desenvolvido pelo Inserm, que lhe está associado”, precisou o instituto de pesquisa.

A Organização Mundial de Saúde indicou na segunda-feira ter suspendido “temporariamente”, desde sábado, como medida de precaução, os ensaios clínicos com hidroxicloroquina, que desenvolvia com os seus parceiros em vários países, no âmbito do estudo Solidariedade.

“Per