2 Ago, 2022

Crianças com diabetes tipo 1 têm um risco duas vezes superior de depressão

O apoio psicológico é já uma das recomendações da International Society for Pediatric and Adolescent Diabetes (ISPAD), mas não abrange a família, também afetada.

Crianças com diabetes tipo 1 e seus familiares mais próximos têm maior risco de virem a sofrer de problemas de saúde mental, segundo um estudo do Karolinska Institutet, Suécia. Os investigadores recomendam apoio psicológico face à maior probabilidade de diagnóstico de depressão e de perturbações da ansiedade.

As conclusões da investigação foram publicadas no jornal Diabetes Care. O apoio psicológico é já uma das recomendações da International Society for Pediatric and Adolescent Diabetes (ISPAD), mas não abrange a família.

As razões subjacentes a este impacto na saúde mental dos pais, irmãos e primos ainda não são totalmente claras em termos científicos. Contudo, neste estudo recomenda-se novos estudos sobre o papel da genética.

A investigação envolveu cerca de 3,5 milhões de suecos, nascidos entre 1973 e 2007, sendo que mais de 20 mil foram diagnosticados com diabetes tipo 1 e apresentaram um risco duas vezes superior de depressão e cerca de 1,6 vezes de maior probabilidade de perturbações da ansiedade em comparação com quem não tinha a doença.

SO/DIABETES CARE

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais