13 Mar, 2020

Covid-19: IPO Lisboa interdita todas as visitas a doentes internados

Medida entre hoje em vigor. Doentes do ambulatório devem deslocar-se sem acompanhantes, devido à pandemia da Covid-19.

“Serão interditas todas as visitas aos doentes internados no IPO Lisboa, sendo as situações excecionais avaliadas e decididas caso a caso pelos diretores de cada serviço, em conjunto com os enfermeiros-chefes”, refere um comunicado enviado à agência Lusa.

Quanto aos doentes do ambulatório (consultas, tratamentos, exames, análises), “devem deslocar-se ao IPO Lisboa sem acompanhantes, sempre que a sua situação clínica o permita”. Nos casos em que não seja possível, estes doentes “só devem ser acompanhados por uma pessoa”, acrescenta.

“A implementação destas medidas é temporária, visa a proteção dos doentes e dos profissionais e a continuidade da atividade assistencial do IPO”, justifica a unidade hospitalar.

Estas medidas de prevenção levadas a cabo pelo Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPO Lisboa) foram adotadas no âmbito do Plano de Contingência para a Infeção pela Covid-19 e atendendo à situação epidemiológica portuguesa.

Na segunda-feira, o IPO já tinha anunciado a restrição dos horários de visita e o número de visitantes a doentes internados, para reduzir o risco de propagação da Covid-19 naquela unidade hospitalar.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais