[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_post_title admin_label=”Post Title” title=”on” meta=”off” author=”on” date=”off” […]

Cogitações vadias e … irónicas

[et_pb_section admin_label=”section”][et_pb_row admin_label=”row”][et_pb_column type=”4_4″][et_pb_post_title admin_label=”Post Title” title=”on” meta=”off” author=”on” date=”off” categories=”off” comments=”off” featured_image=”off” featured_placement=”above” parallax_effect=”on” parallax_method=”on” text_orientation=”center” text_color=”dark” text_background=”off” text_bg_color=”rgba(255,255,255,0.9)” title_all_caps=”off” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” custom_css_post_image=”float: left;|| width: 180px;|| height:190px;|| object-fit: cover;|| margin-top: 30px;|| margin-right: 30px;|| margin-bottom: 10px;|| margin-left: 0;|| max-width: 180px;|| border: 3px solid #999999;|| border-radius: 150px;|| -webkit-filter: grayscale(100%);|| filter: grayscale(100%);” module_bg_color=”rgba(255,255,255,0)”] [/et_pb_post_title][/et_pb_column][/et_pb_row][et_pb_row admin_label=”Row” make_fullwidth=”off” use_custom_width=”off” width_unit=”on” use_custom_gutter=”off” padding_mobile=”off” allow_player_pause=”off” parallax=”off” parallax_method=”off” make_equal=”off” parallax_1=”off” parallax_method_1=”off” parallax_2=”off” parallax_method_2=”off” column_padding_mobile=”on” custom_css_main_1=”position: relative;||”][et_pb_column type=”1_4″][et_pb_team_member admin_label=”Person” name=”Acácio Gouveia” position=” Médico de Família” image_url=”https://saudeonline.pt/wp-content/uploads/2016/10/acacio-gouveia-1.jpg” animation=”off” background_layout=”light” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid” module_class=”ds-thumbnail-blog-red” header_font=”|on|||” header_font_size=”16″] [/et_pb_team_member][/et_pb_column][et_pb_column type=”3_4″][et_pb_text admin_label=”Text” background_layout=”light” text_orientation=”left” use_border_color=”off” border_color=”#ffffff” border_style=”solid”]

“(…) e vi subir do mar uma besta que tinha sete cabeças

e dez chifres, e sobre os seus chifres dez diademas,

e sobre as suas cabeças um nome de blasfémia

 Apocalipse 13.1

 “Porque se acende a tua ira contra as ovelhas do teu pasto?”

 Salmos 74.1

 

 Parabéns SPMS!

Dias atrás, um colega, em tom jocoso, “agradecia” ao SPMS a última inovação (mais propriamente: a última picardia), desta vez materializada numa apregoada desmaterialização das requisições de ECD.  Com a devida vénia aqui pego na ideia e no timbre para escrever uma variação sobre o tema inicial.  Se assim o entenderem, poderão adaptar o texto à melodia do fado da desgraçadinha, ou imaginá-lo cantado à capella e entremeado com refrão a cargo dum coro de baixos, a lembrar sonoridades da igreja ortodoxa.

Parabéns SPMS! Parabéns!

Parabéns pelo novo figurino de requisições de análises! Poupam-nos uma assinatura e tinta de esferográfica, mas impingem-nos uma molhada variável de toques no teclado e no rato que pode ultrapassar a vintena! Quer dizer: consome-se mais tempo e investe-se alegremente em tendinites. E digo alegremente porque inventaram otimista pop-up que proclama “sucesso!” sobre um fundo verde, para logo a seguir exigir redundantes confirmações da palavra passe. O que é curioso é que esta inovação lançada com o propósito de poupar papel, até aumentou os consumos de modo considerável.

Estão de parabéns por honrarem a tradição de nos presentearem com o cortejo habitual  de incompatibilidades, bloqueios sempre que parem uma inovação.

Parabéns SPMS! Parabéns!

Parabéns pela PEM, que foi uma ferramenta de louvável eficácia, até ao momento em que para aceder à medicação crónica passou ser preciso estar de muito bem com Deus para não levarmos tampa: “Não é possível aceder. Por favor, tente mais tarde”. O aviso é educado, mas totalmente alienado da realidade. Para o SPMS a noção de tempo dos infelizes utilizadores é algo tão surreal como uma paisagem de Dali. Julgam que não temos mais que fazer para andar fugir das cascas de banana com que displicentemente nos presenteiam

Parabéns SPMS! Parabéns!

Bem-hajam pelo Alert, que, volta não volta, aniquila as referenciações que lhe são confiadas, intrujando perfidamente o utilizador com a mensagem “pedido lido”. Lido, uma ova! Sumido, isso sim, no éter como se tivessem caído nas mãos dum  assassino mexicano.

Parabéns SPMS! Parabéns!

Felicitações pelos servidores caquéticos, anquilosados, que nos bafejam com bloqueios, delongas, erros vários, prolongados hiatos de ócio forçado. Agradecidos pela decrépita rede provida duma estreiteza de banda, a lembrar a sinistra gruta  Tum Luang, por onde  a informação  escorre a velocidades verdadeiramente bovinas. Para o diabo a produtividade!

Parabéns SPMS! Parabéns!

Agradecidos pela crescente miríade de palavras passe com que nos ajoujam: SClínico, GPS; Alert; SICO; Easy não sei das quantas,; Sisqual; Portal das vinhetas, etc.. Sobre esta alcateia de apps  derramaram um conselho bizarro: mudar de 3/3 meses as palavras passe! Advertência que a ser seguida resolveria de vez o problema da segurança tornando inacessível a informação até aos próprios utilizadores. Era um descanso!

Parabéns SPMS! Parabéns!

Reconhecidos estão os contribuintes pela remodelação dos computadores (que serão obsoletos antes que deles se possa aproveitar o potencial) e pela aquisição de monitores XL, cuja única mais valia será dificultar o contacto visual entre doente e médico.  Se o objetivo foi incrementar o desperdício não haja dúvida que melhor é difícil.

Parabéns SPMS! Parabéns!

Parabéns pela escolha de operador de telecomunicações que deixou vários centros de saúde sem telefone durante semanas. E, para avivar memórias, de quando em vez, lá vem uma réplica que nos deixa mudos e surdos.

Parabéns SPMS! Parabéns!

Congratulemo-los pela unanimidade de opiniões negativas que a má performance dos SI conseguem gerar entre os seus utilizadores.

Parabéns SPMS! Parabéns!

É mister reconhecer que o empenho e a perseverança com que têm azucrinado a paciência dos utilizadores é bem eficaz. Contribuiu seguramente para o êxodo de centenas de jovens médicos aterrorizados com perspetiva lúgubre de lidar com sistema informático declaradamente inimigo figadal do utilizador.

Parabéns SPMS! Parabéns!

E agora sem ponta de ironia, parabéns pelas inexcedíveis campanhas de markting , excelentemente ficcionadas, que deixam maravilhados (e completamente ludibriados) todos aqueles que a elas assistam (com a condição de não conhecerem a sinistra realidade por trás daquele cenários).

Parabéns SPMS! Parabéns!

Para terminar , e continuando no registo sério, devemos congratular o SPMS pela  mestria em meter ao bolso os sucessivos ministros  e arregimentar a toda a tutela aos seus desígnios, qual shogun bem sucedido.

SPMS … maldito sejas para todo o sempre

Acácio Gouveia

aamgouveia55@gmail.com

Setembro 2018

[/et_pb_text][/et_pb_column][/et_pb_row][/et_pb_section]
ler mais

RECENTES

ler mais