21 Dez, 2020

Cantanhede abre unidade de cuidados paliativos para ajudar CHUC

Vão ser disponibilizadas ao CHUC 18 camas para internamentos na sua unidade de cuidados paliativos, no âmbito de um protocolo celebrado entre as duas unidades.

O Hospital de Cantanhede vai disponibilizar ao Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) 18 camas para internamentos na sua unidade de cuidados paliativos, no âmbito de um protocolo celebrado entre as duas unidades.

“O que vamos ter é uma resposta de internamento fora da unidade hospitalar. No fundo, é uma extensão da unidade de cuidados paliativos [do CHUC], que virtualmente fica sediada em Cantanhede”, disse o presidente do conselho de administração do CHUC, Carlos Santos.

Para o administrador, trata-se de uma parceria que “coloca desafios, “porque pela primeira vez temos uma enfermaria fora da área hospitalar numa outra área hospitalar, a 20 quilómetros de distância”.

Segundo Carlos Santos, o CHUC tem uma equipa multidisciplinar, “altamente qualificada e motivada para o desempenho destas funções nesta vertente tão complexa e sensível dos cuidados paliativos, com respostas integradas e multidisciplinares, mas que ainda não tinha uma resposta ao nível do internamento”.

 

Parceria é “inovadora” diz a presidente do conselho diretivo do Hospital de Cantanhede

 

É obrigação dos sistemas públicos rentabilizar os recursos que têm à sua disposição e, nessa perspetiva, existindo a disponibilidade no Hospital de Cantanhede de uma unidade qualificada com competências técnicas, com profissionais qualificados, com experiência, que podem construir uma sinergia, é meritório para o sistema público que esses recursos sejam utilizados“, sublinhou.

A presidente do conselho diretivo do Hospital de Cantanhede salientou os 13 anos de experiência da equipa de cuidados paliativos daquela unidade, que foi recentemente premiada a nível mundial pela forma inovadora como preservou a dignidade do doente e da sua família desde o início da pandemia da covid-19.

Para Diana Vilela Breda, mesmo em termos de gestão a parceria assinada hoje com o CHUC “é inovadora”, na medida em que “passa a ser um internamento virtual do CHUC, que vai passar muito pela partilha de informação e de critérios de referenciação entre as equipas dos dois hospitais, o que deve ser um caminho a mais trilhar cada vez mais, se queremos de facto que o SNS [Serviço Nacional de Saúde] funcione em rede”.

A presidente da Administração Regional de Saúde (ARSC), Rosa Reis Marques, que presidiu à sessão, considerou que o protocolo “concretiza e dá valor à unidade de Cantanhede, que tem excelentes instalações físicas, mas sobretudo tem uma equipa muito diferenciada, altamente qualificada, que pode fazer formação a nível regional e nacional”.

SO/LUSA

ler mais
target="_blank"

RECENTES

target="_blank"
ler mais