3 Jul, 2018

SPMI organiza 2ª Festa da Saúde com rastreios, música, showcookings e debates

Nos próximos dias 7 e 8 de julho, a Sociedade Portuguesa de Medicina Interna (SPMI) organiza a segunda edição da Festa da Saúde, inserida no evento Cidade+, que vai ter lugar nos jardins do Palácio de Cristal, das 10h às 19h, com entrada gratuita.

Em comunicado, o presidente da SPMI, João Araújo Correia, afirma que “esta é a primeira aposta pública da SPMI em relação ao tema da prevenção da doença e promoção da saúde, num contacto direto com a população”.

“É uma festa, uma grande festa, em que o internista sai para a rua e vai junto da população, disponibilizando-se para responder a todas as questões e realizando vários rastreios”, acrescenta.

Ao longo dos dois dias do evento são esperadas mais de 15.000 participantes, sobretudo famílias, que vão poder realizar rastreios à função respiratória, tensão arterial, Índice de Massa Corporal, visão, entre vários outros. Vão poder fazer ginástica e degustar um pequeno-almoço, almoço ou lanche saudáveis, com os ensinamentos do chef Fábio Bernardino, que sabe juntar o sabor à saúde! Pode também assistir-se a conversas sobre temas de interesse, dando voz a especialistas de várias áreas, que vão falar sobre a forma como a cidade pode promover a saúde, a importância de adotar estilos de vida saudáveis e evitar os comportamentos de risco.

“Serão conversas despreocupadas, com uma linguagem de fácil entendimento por todos, sobre temas como ‘A cidade na saúde do indivíduo’, ‘Desporto, sexo e outras ousadias sem prazo de validade’ ou ainda ‘Perplexidades do nosso tempo: morremos por comer demais e temos doenças por excesso de limpeza’”, refere o especialista.

Porque é grande a oferta e para que os visitantes não se ‘percam’, será oferecido o Passaporte da Saúde, um documento onde todos vão poder recolher carimbos nas bancas por onde vão passando, chegando ao fim com um verdadeiro “atestado de saúde”.

Inserida na iniciativa CIDADE+, um evento anual, gratuito, que celebra a sustentabilidade e o ambiente, a Festa da Saúde é um evento igualmente gratuito e pretende ser um meio de informação e de motivação à adoção de hábitos de vida saudável. Até porque a prevenção continua a ser o melhor remédio. “Sempre foi uma aposta muito mais rentável e é muito mais simpático evitar a doença do que tê-la”, explica o presidente da SPMI. “Estamos a viver mais tempo e ainda bem que assim é, mas temos que conseguir vencer a batalha de viver mais e com melhor saúde. Porque se é um facto que vivemos os mesmos anos que os cidadãos de outros países europeus, é também verdade que vivemos muitos menos anos com saúde. E, aqui, o internista tem um papel importantíssimo porque, graças à visão holística que tem do doente, está muito bem colocado para dar conselhos sobre uma vida mais saudável.”

COMUNICADO

ler mais

RECENTES

ler mais