15 Jun, 2021

SARS-CoV-2. Região de Lisboa não registava tantos casos desde fevereiro

Aumento dos casos está a ter impacto no número de internamentos. O infeciologista Fernando Maltez admite que possa ser necessário recuar no desconfinamento se a pressão hospitalar continuar a subir.

Na última semana, o número de novos casos de infeção por SARS-CoV-2 voltaram a subir quase 50% na região de Lisboa. Foram registados 3 mil diagnósticos, algo que não acontecia desde a última semana de fevereiro.

A nível nacional, nos últimos sete dias ultrapassaram-se os 5 mil casos (em grande parte devido ao aumento acentuado de infeções na região de Lisboa e Vale do Tejo, zona onde os números estão a subir há cinco semanas consecutivas). Com os casos a aumentar, acentua-se a pressão sobre os hospitais. O número de internamentos devido à covid-19 voltou a aumentar em todo o país nas últimas duas semanas, sendo que o número de doentes internados na região de Lisboa duplicou.

Professor Doutor Fernando MaltezO diretor do serviço de doenças infecciosas do Hospital Curry Cabral, Fernando Maltez confirmou ao Jornal i que a admissão de novos doentes continua a aumentar. Salientou também que têm entrado nos hospitais pessoas de todas as faixas etárias e algumas já com uma ou duas doses da vacinas, sendo que já foi necessário alargar as enfermarias dedicadas à covid-19 na grade Lisboa.

Os diagnósticos estão a aumentar em todas as faixas etárias, incluindo nos sexagenários e idosos com mais de 70 e 80 anos, que estão maioritariamente vacinados. No entanto, a maioria dos novos casos está a registar-se nos jovens entre os 20 e 29 anos, que representaram um quinto dos infetados – mais de mil casos, na semana passada. Em termos absolutos, o maior aumento foi nas crianças até aos 10 anos, com 358 casos contra 207 na semana anterior.

Fernando Maltez acredita que “se os números continuarem a subir e a pressão sobre os serviços a aumentar, não há outra maneira se não voltar atrás (no desconfinamento)”. O especialista considera “muito infeliz” a declaração do presidente da República, quando o chefe de estado garantiu que não haverá um recuo no desconfinamento.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais