26 Out, 2021

Oncologia portuguesa de luto com a morte da Drª. Noémia Afonso

Numa nota de pesar, a presidente da SPO, Ana Raimundo, lembra a colega como uma "mulher inteligente, trabalhadora, muito ativa e dedicada aos doentes".

A Dr.ª Noémia Afonso, presidente eleita da Sociedade Portuguesa de Oncologia (SPO) e membro da Direção da Sociedade Portuguesa de Senologia (SPS) faleceu na passada quarta-feira, dia 20, de morte súbita.

Noémia Afonso era oncologista e dirigia o Serviço de Oncologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho. Numa nota de pesar, a presidente da SPO, Ana Raimundo, lembra a colega como uma “mulher inteligente, trabalhadora, muito ativa e dedicada aos doentes”, com um papel importante na formação dos novos médicos (“colaborante com os colegas mais novos, contribuiu de forma significativa para o seu crescimento e formação”).

A oncologia portuguesa perde, assim, umas das suas grandes referências. “Era exigente e perspicaz tendo colaborado em grupos de trabalho e investigação, ligados às áreas da mama e ginecologia. Era, sem sombra de dúvida, um dos grandes Oncologistas portugueses nas suas áreas de dedicação”, refere Ana Raimundo. “Era realmente feliz a ver doentes, a estudar para ser melhor, a trabalhar para dar o seu contributo para melhores resultados em prol dos doentes, a investigar, a ensinar os mais novos (e os mais velhos), a delinear projetos para melhorar a Oncologia em Portugal”.

No plano pessoal, a nota publicada no site da SPO destaca “a mãe extremosa e cuidadosa e companheira dedicada”. O SaúdeOnline apresenta as mais sentidas condolência a tua a família, colegas e amigos da Drª. Noémia Afonso.

ler mais

RECENTES

ler mais