10 Nov, 2021

O que pode causar danos cardiovasculares em pessoas com diabetes tipo 2?

Baixos níveis da molécula microRNA-210 podem explicar as lesões nos vasos sanguíneos que contribuem para o desenvolvimento de DCV.

De acordo com um novo estudo, baixos níveis da molécula microRNA-210 encontrados nos glóbulos vermelhos de pessoas diagnosticadas com diabetes tipo 2 podem causar danos cardiovasculares (CV). A investigação foi publicada na revista Diabetes.

Segundo explicam os especialistas, a diabetes tipo 2 pode danificar os vasos sanguíneos, o que pode resultar em complicações graves, como o desenvolvimento de enfartes agudos do miocárdio (EAM) ou acidentes vasculares cerebrais (AVC). No entanto, os mecanismos inerentes a estes danos e às lesões cardiovasculares na diabetes tipo 2 são desconhecidos.

Para compreender melhor a influência desta condição nos vasos sanguíneos, a equipa de investigação do Karolinska Institutet analisou células de doentes com diabetes tipo 2 e ratos e registaram quais as mudanças moleculares nos glóbulos vermelhos que poderiam explicar os efeitos nocivos desta condição.

Segundo revelou a análise, os níveis da molécula microRNA-210 foram significativamente reduzidos nos glóbulos vermelhos de 36 doentes com diabetes tipo 2 em comparação com as mesmas células de 32 indivíduos saudáveis. Tal como explicam, a redução dos valores desta molécula causa alterações nos níveis específicos da proteína vascular e prejudica a função das células endoteliais dos vasos sanguíneos.

Ainda, através de um ensaio clínico, os especialistas confirmaram que a restauração dos níveis de microRNA-210 nos glóbulos vermelhos impediu o desenvolvimento de lesão vascular através de alterações moleculares específicas.

“Os resultados deste estudo demonstram uma causa não reconhecida anteriormente de lesão vascular na diabetes tipo 2”, disse o líder da investigação, Zhichao Zhou. “Esperamos que os resultados abram caminho para novas terapêuticas que aumentem os níveis de microRNA-210 dos glóbulos vermelhos e, assim, evitem lesões vasculares em pessoas com diabetes tipo 2.

Consulte o estudo na íntegra aqui.

SO

ler mais

RECENTES

ler mais