1 Fev, 2018

Exposição repetida ao stress aumenta risco de desenvolvimento de doenças

A Unidade Psiquiátrica Privada de Coimbra tem agora uma consulta dedicada ao stress, um problema que potencia várias doenças

O stress a que estamos sujeitos todos os dias aumenta o risco de desenvolvimento de várias doenças.  A exposição prolongada ao stress aumenta o risco de ansiedade, depressão e pode até levar ao suicídio. Para ajudar a combater o problema, a Unidade Psiquiátrica Privada de Coimbra tem agora uma consulta exclusivamente dedicada ao stress, refere a unidade de saúde privada em comunicado.

Fernando Pocinho explica as consequências que estão associadas ao stress. “A exposição repetida ao stress está, frequentemente, associada a um risco aumentado de sintomatologia depressiva, risco de suicídio, transtornos mediados pela ansiedade (perturbação de pânico, ansiedade generalizada, medos e fobias), problemas de alcoolismo, stress no trabalho, adição a benzodiazepinas, trauma psicológico, disfunções sexuais e outros transtornos do comportamento ligados a sofrimento psíquico”, alerta o psicólogo responsável pela consulta.

As causas desta patologia estão relacionadas com a vida quotidiana das pessoas, não havendo, assim, um fator em específico que possa, por si só, induzir o stress. “A evidência científica sugere que as circunstâncias potencialmente indutoras de stress podem ser de natureza física, psicológica ou social, num determinado contexto de vida”, explica Fernando Pocinho.

Nesta consulta, a Unidade Psiquiátrica Privada de Coimbra disponibiliza uma abordagem de tratamento estruturado e multidisciplinar, uma vez que o doente é acompanhado por um psicólogo, um psiquiatra e um psicoterapeuta. O objectivo é ajudar a pessoa a saber controlar as emoções.

ler mais
target="_blank"

RECENTES

target="_blank"
ler mais