10 Set, 2020

Estudo sobre prevalência já tem quase metade dos 12 mil voluntários

Ficaram preenchidas quase 45% das amostras no primeiro dia de funcionamento. Plataforma tem estado com problemas técnicos devido à elevada afluência.

Em comunicado, o Instituto de Medicina Molecular (IMM) avança que, apesar de todas as questões técnicas registadas na plataforma, foi feito o registo de 5.355 voluntários até às 21:00 de terça-feira, quase 45% da amostra total que se esperava reunir num prazo de um mês.

O Instituto de Medicina Molecular João Lobo Antunes da Universidade de Lisboa é a entidade que coordena cientificamente o painel serológico nacional covid-19, que pretende, com recurso a 12 mil voluntários, estudar a prevalência da infeção respiratória em Portugal através de testes serológicos.

As inscrições no site começaram à 00:00 de terça-feira, mas a plataforma tem estado com problemas técnicos devido à elevada afluência.

No comunicado hoje divulgado, o IMM destaca que o lançamento do painel serológico nacional Covid-19 foi acolhido com “o maior interesse e adesão por parte dos portugueses”, tendo “a elevada afluência” à plataforma superado “em muito todas as estimativas” e que já eram “muito acima das referências históricas de estudos semelhantes”.

“Por esta razão, estamos a trabalhar para resolver as questões técnicas necessárias para assegurar um registo dos voluntários correto e eficiente”, refere o IMM, estimando que a situação esteja normalizada nos próximos dias.

Sublinhando que este estudo é “de enorme importância para o país”, o Instituto de Medicina Molecular precisa que as inscrições no painel serológico nacional têm de ser efetuadas exclusivamente através da plataforma.

Segundo o IMM, as linhas de apoio deverão ser consultadas apenas para questões relacionadas com o estudo.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais