7 Ago, 2019

Estudo: Portugueses elegem Saúde como a sua principal preocupação

Um estudo, realizado pela União Europeia, revela que os portugueses querem a defesa de um Sistema Nacional de Saúde que responda de forma adequada.

Este estudo comprova que os portugueses estão alinhados na defesa de um sistema de Saúde que responda de forma adequada. Nesse mesmo sentido, o Conselho Estratégico Nacional da Saúde (CENS) da CIP têm defendido a necessidade de assumir a Saúde como uma prioridade nacional e reforçar a dotação do SNS.

Nesta fase de preparação dos diversos programas eleitorais, o CENS da CIP apela aos partidos políticos deem satisfação às preocupações dos cidadãos, apresentando propostas que permitam aumentar o acesso dos portugueses ao sistema de saúde, contribuir para a sustentabilidade e promover a competitividade de Portugal neste setor. O CENS da CIP enviou no passado mês aos partidos políticos uma reflexão com 30 medidas em prol da Saúde em Portugal.

O Eurobarómetro aponta as respostas dos cidadãos face aos desenvolvimentos da União Europeia e dos respetivos países e às suas preocupações, podendo ser consultado no seguinte link https://ec.europa.eu/commfrontoffice/publicopinion/index.cfm/survey/getsurveydetail/instruments/standard/surveyky/2253.

Sobre o CENS e a CIP

O Conselho Estratégico Nacional da Saúde da CIP – Confederação Empresarial de Portugal reúne seis associações do setor, que representam mais de 4.500 empresas a operar em Portugal, empregam cerca de 100 mil pessoas e geram um volume de negócios anual superior a 10 mil milhões de euros.

A CIP representa, através da sua rede associativa, 114.566 empresas, que empregam 1.541.539 trabalhadores e têm um volume de negócios de 105.208 milhões de euros.

Fundada em 1974, tem como visão ser a confederação empresarial mais representativa a nível nacional, uma estrutura associativa patronal forte, homogénea e abrangente que possa defender mais eficazmente os interesses das empresas portuguesas e representa, de uma forma transversal e equilibrada, entidades associativas sectoriais e regionais, bem como todas as Câmaras de Comércio e Indústria de Portugal.

Faz parte, a nível nacional, do Conselho Económico e Social e da Comissão Permanente de Concertação Social, entre muitos outros órgãos consultivos e comissões especializadas, e, a nível internacional, da BusinessEurope, BIAC, OIE e OIT.

ler mais

RECENTES

ler mais