Doença arterial periférica. “O diagnóstico precoce é importantíssimo”

Afonso Castelo Branco, especialista em Medicina Geral e Familiar na USF Penacova, fala sobre doença arterial periférica, que  é “um marcador de aterosclerose disseminada e generalizada”. Como tratamento defende a dupla inibição trombótica, que também previne eventos cardiovasculares, assim como a adoção de estilos de vida saudáveis.

Print Friendly, PDF & Email
ler mais

RECENTES

Print Friendly, PDF & Email
ler mais