24 Mar, 2020

Covid-19: Canadá testa anti-inflamatório contra complicações pulmonares

Investigadores canadianos lançaram um estudo para testar um anti-inflamatório, o Colchicine, no risco de complicações pulmonares associadas à covid-19.

Muitas pessoas infetadas com o novo coronavírus tiveram complicações respiratórias graves, e muitas morreram, devido a um fenómeno chamado “tempestade inflamatória”.

“Os investigadores levantam a hipótese de o tratamento poder reduzir as complicações” relacionadas à covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), explica o centro de investigação do Instituto do Coração de Montreal, no Canadá, em comunicado.

O estudo, financiado pelo Governo do Quebec, é liderado por Jean-Claude Tardif, diretor do centro de investigação, da Universidade de Montrear.

Em declarações ao canal público Radio Canada, o professor de Medicina afirmou que a equipa espera ter os resultados do estudo dentro de três meses.

O estudo foi inspirado na resistência das crianças à doença, uma vez que, segundo Jean-Claude Tardif, parecem desenvolver poucos sintomas quando infetadas, por terem “um mecanismo muito específico que lhes permite travar a resposta inflamatória muito mais rapidamente”.

A hipótese que orienta este estudo, aprovado pelo Departamento de Saúde do Canadá em 24 horas, segundo o investigador, envolveu o trabalho de mais de 125 pessoas.

Ao longo de 30 dias os investigadores vão acompanhar cerca de 6.000 participantes que devem cumprir determinados critérios, como diagnóstico positivo para o novo coronavírus, terem mais de 40 anos e não estarem hospitalizados.

Durante este período, os pacientes vão tomar Colchicine, um medicamento anti-inflamatório habitualmente utilizado para tratar a gota e a pericardite, diariamente ou em placebo.

Até ao momento, não existe vacina nem tratamento contra o novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, que já infetou mais de 341 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 15.100 morreram.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais