Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal esteve na Moldávia

A participação da APDP no congresso moldavo, aconteceu na sequência do trabalho desenvolvido pelo diretor clínico da APDP, em colaboração com a OMS, na avaliação e desenvolvimento do programa da diabetes na Moldávia.

A Associação Protetora dos Diabéticos de Portugal (APDP) representou Portugal no 2.º Congresso Nacional de Diabetes da Sociedade de Endocrinologia da República da Moldávia, que decorreu a 4 e 5 de outubro, para partilhar boas práticas e dar a conhecer o trabalho que tem vindo a desenvolver na área da diabetes em Portugal.

“É gratificante podermos contribuir com o nosso exemplo e com o trabalho que desenvolvemos em Portugal para ajudar outros países a combater aquela que é uma das principais causas de morte, a diabetes. Parte da missão da APDP é a partilha de conhecimento e colaboração com outros intervenientes para garantir a qualidade e eficácia dos programas de combate a esta doença a nível global”, explica o diretor clínico da APDP, João Filipe Raposo, palestrante no congresso.

A participação da APDP, a mais antiga associação de diabetes do mundo, no congresso moldavo, aconteceu na sequência do trabalho desenvolvido pelo diretor clínico da APDP, em colaboração com a Organização Mundial da Saúde, na avaliação e desenvolvimento do programa da diabetes na República da Moldávia.

Na sessão presidida por João Filipe Raposo, discutiu-se o programa da diabetes moldavo e definiram-se indicadores, incluindo de qualidade, para garantir a sustentabilidade e eficácia do programa no país.

ler mais

RECENTES

ler mais