15 Dez, 2020

Área Dedicada a Doentes Respiratórios de Leiria abre na próxima semana

Licínio de Carvalho anunciou que a ADR-SU do hospital de Santo André, que pertence ao Centro Hospitalar de Leiria (CHL), “está em fase de conclusão”.

A Área Dedicada a Doentes com suspeita de infeção Respiratória nos Serviços de Urgência (ADR-SU), no hospital de Santo André, em Leiria, deve entrar em funcionamento na próxima semana, disse o presidente do conselho de administração.

Licínio de Carvalho anunciou que a ADR-SU do hospital de Santo André, que pertence ao Centro Hospitalar de Leiria (CHL), “está em fase de conclusão”.

Após a visita do secretário de Estado Adjunto e da Saúde, António Sales, ao hospital de Leiria, o presidente do conselho de Administração do CHL referiu que está previsto que “na próxima semana se possa iniciar o atendimento aos doentes nesta nova estrutura”.

“Esta é uma urgência para doentes respiratórios, sejam suspeitos ou portadores de covid, sejam doentes respiratórios não covid. É uma área nova, ampla, de acesso direto à rua e vai substituir a atual área que temos na antiga urgência. Vamos fazer circuitos para garantir um atendimento com maior segurança, quer para os utentes quer para os nossos profissionais”, assumiu o responsável.

 

Doentes vão ser testados à entrada para haver separação

 

Licínio de Carvalho afirmou ainda que todos os doentes vão ser testados à entrada para poderem ser separados e evitar o convívio entre doentes covid e não covid. “Tem uma área de observação e de internamento, que, se for necessária, será ativada com 23 camas. Estamos a atender cerca de 55 doentes respiratórios por dia. Aqui facilmente podemos chegar ao dobro.”

A urgência geral passará a atender todos utentes sem problemas respiratórios, como “doentes cardíacos, traumatológicos ou cirúrgicos”, exemplificou o diretor clínico, Salvato Feijó.

O médico referiu ainda que todos os doentes com problemas respiratórios serão encaminhados pelo CODU (Centros de Orientação de Doentes Urgentes) para a ADR-SU. Se um doente estiver na urgência geral e testar positivo ao SARS-CoV-2 “será encaminhado para esta área”, disse Salvato Feijó.

Os doentes já diagnosticados com covid-19 e com agravamento da situação também se deverão dirigir a esta urgência. Licínio de Carvalho alertou, contudo, para que doentes infetados não apareçam nesta urgência sem primeiro contactarem o seu médico assistente ou a linha Saúde 24.

Com um investimento de cerca de 570 mil euros, a nova ADR-SU e a nova área de internamento covid-19 vão ocupar parte da área que estava afeta ao Serviço de Medicina Física e Reabilitação.

Conta com uma sala de emergência, uma área de receção e espera, um gabinete de triagem, três gabinetes médicos, uma sala de tratamento, uma sala de observação com sete cadeirões e dez macas, uma enfermaria com capacidade para alocar 20 camas, três quartos de isolamento e uma sala de raio-X portátil.

O Centro Hospitalar de Leiria integra o hospital de Santo André, o Hospital Distrital de Pombal e o Hospital Bernardino Lopes De Oliveira, em Alcobaça, num universo de cerca de 400 mil utentes.

SO/LUSA

ler mais

RECENTES

ler mais