De acordo com dados divulgados pela Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma), a dívida total dos hospitais à indústria farmacêutica situava-se, em agosto, acima dos 949 milhões de euros. Só a dívida vencida representava 666 milhões de euros.

Apesar de a dívida total ser a maior registada este ano, a dívida vencida já tinha sido superior em fevereiro e em junho. Além disso, segundo os dados da Apifarma, a dívida total continua ainda assim mais baixa do que os valores registados no segundo semestre de 2017, quando chegou a ultrapassar os 1.100 milhões de euros.

Em comparação com o mês anterior, julho, tanto a dívida total como a dívida vencida tiveram um aumento de mais de 3%. Em agosto, o prazo médio de recebimento de pagamento dos hospitais a 66 empresas farmacêuticas situava-se nos 330 dias.

LUSA